Peugeot 3008 ganha nova versão, topo de linha, Griffe Pack

José Oswaldo Costa*  (Publicado no Diário do Comércio – Edição: 02/02/2018)

de Indaiatuba / SP

Tecnologias para segurança se destacam

Vei1 - Peugeot - DivulgaçãoA atual geração do Peugeot 3008 foi lançada no Brasil no fim de junho do ano passado. Importada da França, chegou ao País em versão única de acabamento.

Desde então, foram vendidas mais de 1 mil unidades. Além dessas, existe uma fila de espera de 500 unidades, segundo a montadora francesa.

Agora, para a linha 2018, o utilitário esportivo ganha uma versão mais completa: Griffe Pack.  Dessa forma, o modelo passa a ter duas versões: Griffe (R$145,99 mil) e Griffe Pack (R$154,99 mil).

Mas, pelos R$ 9 mil de diferença entre uma versão e outra, o que o comprador leva a mais? De início, podemos dizer que o SUV recebeu um bom “recheio” tecnológico.

Tecnologias – O 3008 ganhou múltiplos ADAS (Advanced Driver Assistance System), como: Active Safety Brake (frenagem automática de emergência e alerta de colisão); correção e alerta de permanência em faixa; detector de fadiga; assistência de farol alto (comutação automática de faróis altos/baixos); leitor de sinalização de velocidade (reconhecimento das placas de velocidade e recomendações); piloto automático inteligente; sistema de ponto cego ativo e Visiopark (assistente de manobras de estacionamento).

Na apresentação da nova versão, os jornalistas especializados tiveram a oportunidade de ver o funcionamento, na prática, do Active Safety Brake, por exemplo.

O utilitário é equipado com uma câmera na parte superior do para-brisas e um radar no para-choque dianteiro. Isso faz com que ele seja capaz de frear, ou parar totalmente, caso detecte uma falta de reação do motorista diante de uma colisão iminente em um carro dianteiro ou um pedestre.

Esse sistema é acionado quando a velocidade do veículo estiver entre 5 km/h e 140 km/h no momento em que um veículo em movimento é detectado; quando a velocidade do veículo for de no máximo 80 km/h; quando um veículo parado for detectado e quando a velocidade do veículo for de no máximo 60 km/h quando um pedestre for detectado.

Já o sistema o sistema ativo de ponto cego e o alerta de permanência em faixa funcionam, também, com uma câmera na parte superior do para-brisas. Ele reconhece linhas contínuas e descontínuas nas vias e alerta o condutor no caso de ultrapassagem involuntária.

Vei2 - Peugeot - DivulgaçãoOu seja, em caso de falta de atenção, na tentativa de desvio da direção, a uma velocidade superior a 60 km/h, e estando com as duas mãos ao volante, o sistema emite um alerta e também corrige a trajetória do veículo para mantê-lo na faixa.

Além disso, ele avisa o condutor da presença de outro veículo nas zonas de ponto cego do SUV em velocidade entre 12 km/h e 140 km/h. O alerta é dado por uma luz que se acende no retrovisor do lado em questão, assim que um carro, caminhão ou moto for detectado. Mais do que isso, o sistema também “segura” o volante, evitando colisão lateral.

A assistência de farol alto faz análises dos faróis. Ele alterna automaticamente entre luz alta e baixa, dependendo das condições do trânsito e de iluminação, e otimiza o tempo de circulação em luz alta.

Um sistema bastante interessante é o leitor de sinalização. Ele detecta as placas, as lê e exibe no painel de instrumentos. E é atualizado quando o veículo passa por uma nova placa de limite de velocidade destinada a automóveis.

O limite de velocidade recomendado completa a função: o condutor pode optar por adaptar a regulagem da velocidade do veículo em função do limite de velocidade lido pela câmera.

Além desses novos recursos que a equipam, a versão Griffe Pack conta, ainda, com: controle de estabilidade; sistema de freios com ABS, auxílio de frenagem de urgência e repartidor eletrônico de frenagem; seis airbags (frontais, laterais e do tipo cortina); apoios de cabeça e cinto de segurança de três pontos para os cinco ocupantes; sistema Isofix para fixação de cadeirinhas infantis e alerta de pressão baixa dos pneus.

É sempre bom ressaltar que o Peugeot 3008 recebeu 5 estrelas – nota máxima – nos testes de segurança realizados pelo respeitado instituto Euro NCAP. Além disso, o modelo recebeu quase 40 prêmios ao redor do mundo.

Externamente, o Peugeot 3008 Griffe Pack se distingue da versão de entrada pelos retrovisores e teto pintados na cor preta.

Conforto – No interior, destaque para o painel de instrumentos totalmente digital de 12,3 polegadas. Já o sistema multimídia, bastante intuitivo e de fácil operação, apresenta tela sensível ao toque de 8 polegadas. Ela foi fixada como um tablet.

Vei3 - Peugeot - Divulgação

Fotos: Peugeot / Divulgação

Botões posicionados como teclas de piano, abaixo das saídas de ar centrais – de muito bom gosto – reúnem as principais funções: rádio, climatização, parâmetros do veículo, telefone e aplicativos móveis.

Os bancos dianteiros são equipados com massageador: oito bolsas de ar espalhadas nos encostos proporcionam cinco tipos de massagens diferentes. Em trechos longos, como em viagens, são muito bem-vindos.

No conjunto mecânico, nenhuma alteração. O Peugeot 3008 Griffe Pack utiliza o mesmo, e competente, motor 1.6 THP (turbo), desenvolvido em parceria com a BMW, capaz de render 165 cv e 24,5 kgfm de torque.

Ele trabalha em conjunto com um câmbio automático de 6 marchas. Existe a opção pelas trocas manuais através de paddle shifts localizados atrás do volante.

Alguns números do utilitário esportivo: comprimento – 4,45 metros; largura – 1,91 metro; altura – 1,62 metro; entre-eixos – 2,67 metros; altura livre do solo – 226 mm; ângulo de ataque – 20º e ângulo de saída – 29º. O porta-malas tem capacidade para 520 litros.

Com 106 pontos de venda no Brasil, a Peugeot se prepara, agora, para o lançamento do 5008 (utilitário maior do que o 3008) e para a versão de passageiros do furgão Expert.

*O jornalista viajou a convite da Peugeot

Linha 2018 do Honda City traz, como destaque, novo sistema multimídia

Da Redação

Honda City 2018 EXL (42)A Honda apresentou a linha 2018 do City. O modelo chega ao mercado com design renovado e alguns equipamentos inéditos.

Na linha 2018, o City será oferecido em cinco versões, todas equipadas com o motor 1.5, de até 116 cv, e transmissões CVT ou manual de cinco velocidades.

O sedan recebeu novos para-choques, na dianteira e traseira, que trazem linhas mais horizontais e esportivas e que tornam o visual mais largo, valorizando o porte.

A nova grade frontal traz design que avança sobre os faróis, trazendo o logotipo da Honda destacado e ampliado ao centro. Os faróis também são novos e trazem luzes de rodagem diurnas em LED integradas, de série, em todas as versões do City.

Honda City 2018 EXL (96)Esses novos faróis trazem iluminação com refletor duplo e lâmpadas halógenas em todas as versões, com exceção do modelo EXL, que recebe um conjunto exclusivo com luzes em LED, tanto para o farol baixo como para o alto.

Na traseira, as novas lanternas possuem guias em LED, de desenho inédito, nas versões LX, EX e EXL. Nestas versões, o City recebe uma nova roda de liga leve de 16 polegadas com desenho exclusivo.

Honda City 2018 EXL (56)A versão DX, por sua vez, passa a ser equipada com rodas de liga leve de 15 polegadas, que trazem também um desenho inédito.

Em todas as versões, o City 2018 traz itens de série como: ar-condicionado (manual nas versões DX, Personal e LX, e digital full touchscreen na EX e EXL); sistema de som com Bluetooth e entrada USB; direção elétrica EPS; acionamento elétrico para travas das portas e vidros das quatro portas; volante com ajuste de altura e profundidade e chave do tipo canivete com sistema de travamento e destravamento das portas com imobilizador, dentre outros.

Honda City 2018 EXL (5)Para a linha 2018, a Honda adotou uma nova cor para o acabamento no painel presente a partir da versão LX, que ganhou um cinza mais escuro, enquanto os bancos, nas versões equipadas com tecido, trazem também uma nova padronagem.

No City EX a novidade fica por conta da adoção dos airbags laterais, em adição aos dois frontais, de série em todas as versões. Também oferece como destaques volante com acabamento em couro e apoio de braço central dianteiro revestido e com porta-objetos, bem como o controle de cruzeiro e o sistema de áudio com tela de 5 polegadas, oito alto falantes, além de câmera para manobras em marcha à ré.

A versão EXL traz uma nova central multimídia de sete polegadas com navegador integrado e conectividade com o sistema Apple CarPlay e Android Auto.

Honda City 2018 EXL (7)Complementando a versão EXL, a linha 2018 recebeu retrovisores elétricos com rebatimento automático, tanto por meio de um botão interno, como pela chave.

Honda City 2018 EXL (50)

Todas as fotos desse texto são da versão EXL – Créditos: Honda / Divulgação

Preços Sugeridos e Versões:

DX (manual): R$60,90 mil

Personal (CVT): R$68,70 mil

LX (CVT): R$72,50 mil

EX (CVT): R$77,90 mil

EXL (CVT): R$83,40 mil

*valores adicionais para pintura metálica (R$990) e especial (R$1,29 mil)

Honda SH 300i, linha 2018, tem o preço sugerido de R$20,99 mil

Da Redação

L62A9350cA linha 2018 da scooter SH 300i, da Honda, está chegando ao mercado com uma nova opção de cor (marrom) e o preço sugerido de R$20,99 mil.

Produzida em Manaus (AM), a scooter traz como destaques a economia de combustível e a facilidade de pilotagem graças ao câmbio automático do tipo CVT.

Em versão única, a SH 300i conta, de série, com sistema de freios ABS (antitravamento), além de para-brisa para proteção adicional ao piloto contra chuva e vento. O modelo apresenta, ainda, sistema Smart Key, que possibilita o acionamento do motor sem uso de chave, oferecendo mais conforto e comodidade.

L62A9430cO motor permanece o monocilíndrico OHC (Over Head Camshaft), quatro tempos, arrefecido a líquido, com injeção eletrônica PGM-FI (Programmed Fuel Injection).

A capacidade cúbica é de 279,1 cm³. A potência é de 24,9 cv a 7.500 rpm com torque de 2,59 kgf.m a 5.000 rpm. Com um conjunto leve (162 kg), a suspensão conta com garfo telescópico de 115 mm de curso na dianteira e 114 mm na traseira, com sistema duplo de amortecimento.

Sob o assento há um espaço que permite acomodar um capacete e objetos de pequeno porte.

O conjunto óptico conta com tecnologia de lâmpadas em LED, mais eficientes. Completa o visual um painel de instrumentos com leitura digital e analógica para os principais parâmetros de funcionamento do motor e da parte elétrica.

L62A1423cmcCom boa estabilidade, o modelo dispõe do sistema eletrônico ESP (Enhanced Smart Power), que atua sobre o câmbio: quando o scooter permanece em velocidade constante, câmbio e injeção eletrônica se reajustam automaticamente para “alongar” a relação mantendo a mesma velocidade, o que reduz as rotações.

Disponível em toda rede de concessionárias da marca, a partir de março, a Honda SH  300i será comercializada nas cores vermelha e marrom, ambas perolizadas. O preço, informado no início, tem como base o estado de São Paulo e não inclui despesas com frete ou seguro.

A garantia é de três anos, sem limite de quilometragem, com fornecimento gratuito de óleo em sete revisões.

L62A9749m

Fotos: Honda / Divulgação

Volkswagen Virtus é apresentado oficialmente

José Oswaldo Costa*   (Publicado no Diário do Comércio – Edição: 26/01/2018)

de São Paulo / SP

Preços partem de R$59,99 mil

Vei1 - Volkswagen - Divulgação

Foto: VW Virtus Highline

A Volkswagen fez o lançamento do sedan compacto premium Virtus nessa semana, de maneira oficial. Isto porque, em novembro do ano passado, a montadora alemã já havia feito a avant-première do modelo.

O Brasil será o primeiro mercado no mundo a vender o novo VW Virtus.

Mais à frente, entraremos nos detalhes do Virtus, mas uma das informações mais importantes sobre o sedan originado do hatch Polo, que não foi disponibilizada em novembro, são os preços.

O VW Virtus será vendido em três versões: MSI com motor 1.6 e câmbio manual (R$ 59,99 mil); Comfortline 200 TSI com motor 1.0 turbo e câmbio automático de seis marchas (R$ 73,49 mil) e Highline 200 TSI, também com motor 1.0 turbo e câmbio automático de seis marchas (R$ 79,99 mil).

Vei2 - Volkswagen - DivulgaçãoA versão de entrada MSI conta com dois pacotes de itens. O primeiro, denominado pela montadora como Safety Pack, tem o preço de R$ 1,05 mil. Inclui os seguintes recursos: controle de tração (ASR), bloqueio eletrônico do diferencial (EDS), controle eletrônico de estabilidade (ESC) e assistente de partidas em rampas (HHC).

O segundo é o pacote Connect Pack, ao preço de R$ 2,95 mil. Além de incluir os itens do Safety Pack, também oferece: sistema multimídia com tela colorida sensível ao toque de 6,5 polegadas (com conectividade para Android Auto – que agora permite também o aplicativo de navegação Waze –, Apple CarPlay e Mirrorlink), volante multifuncional, rodas em liga leve de 15 polegadas e sensores de estacionamento traseiros.

Virtus MSI (5)

Foto: VW Virtus MSI

A versão intermediária Comfortline conta com o pacote chamado de Tech I. Ele acrescenta ao Virtus o seguinte: volante multifuncional com “borboletas” (paddle shifts) para trocas manuais de marchas, abertura e fechamento das portas sem a necessidade da chave e botão de partida, controle automático de velocidade, sensor de estacionamento dianteiro, sensores de chuva e crepuscular, rodas em liga leve de 16 polegadas com pneus 195/55 R16 e espelho retrovisor interno eletrocrômico. O preço é R$ 2,20 mil.

Já o pacote Tech II inclui os itens anteriores acrescentados de: indicador de controle da pressão dos pneus, sistema de frenagem automática pós-colisão, detector de fadiga, porta-luvas refrigerado, câmera de ré, porta-malas com sistema de ajuste variável de espaço e ar-condicionado digital. Esse pacote tem o preço de R$ 3,5 mil.

Virtus Comfortline 200 TSI (5)

Foto: VW Virtus Comfortline

O Virtus Highline, topo de linha, oferece o pacote Tech High ao preço de R$ 3,30 mil. Ele inclui os seguintes itens: painel de instrumentos totalmente digital (Active Info Display), sistema multimídia com tela colorida sensível ao toque de 8 polegadas, indicador de controle de pressão dos pneus, sistema de frenagem automática pós-colisão, detector de fadiga, câmera de ré, porta-malas com sistema de ajuste variável de espaço, sensores de chuva e crepuscular e sensores de estacionamento dianteiros.

Active Info DisplayO cliente também pode adquirir, para a versão Highline, rodas em liga leve de 17 polegadas (R$ 1,20 mil), banco do passageiro dianteiro rebatível (para levar cargas longas, com um caiaque, por exemplo) por R$ 300 e bancos revestidos em material sintético que imita couro (R$ 800).

Ou seja, se o comprador optar por levar o Virtus Higline totalmente equipado, terá que pagar o preço de R$ 85,59 mil.

Vei4 - Volkswagen - Divulgação

Foto: Interior do VW Virtus Highline

A versão de entrada MSI, com todos os opcionais oferecidos, tem o preço de R$ 62,94 mil. Já o Virtus Comfortline, com todos os itens disponíveis, tem o preço de R$ 76,99 mil.

Todas as versões contam, de série, com 4 airbags (dois frontais e dois laterais), além do sistema Isofix para fixação de cadeirinhas infantis. Assim como o “irmão” Polo, o Virtus recebeu 5 estrelas do Latin NCAP nos testes de segurança realizados.

Manual cognitivo é um destaque

Como informamos anteriormente, o Virtus MSI utiliza motor 1.6. Ele é capaz de render 110/117 cv (gasolina/etanol) e oferece o torque máximo de 155/162 Nm (gasolina/etanol).

De acordo com a VW, com esse motor o sedan alcança a velocidade máxima de 195 km/h e atinge os 100 km/h, saindo da imobilidade, em 9,8 segundos (abastecido com etanol). O câmbio que trabalha junto com essa motorização é o manual de 5 marchas.

Vei3 - Volkswagen - DivulgaçãoNas versões Comfortline e Highline o motor utilizado é o 1.0 turbo de três cilindros, de 115/128 cv (gasolina/etanol). O torque é de 200 Nm, seja qual for o combustível escolhido. A aceleração de 0 a 100 km/h é feita em 9,9 segundos e, a velocidade máxima, é de 194 km/h (abastecido com etanol).

Para as duas versões, o câmbio escolhido foi o automático de 6 marchas com a opção de equipá-las com “borboletas” atrás do volante para trocas manuais. As trocas manuais também podem ser feitas na própria alavanca do câmbio.

O motorista também conta com o modo de acionamento esportivo (posição S), que altera os momentos das trocas de marchas para rotações mais elevadas, proporcionando aceleração mais rápida, para um comportamento mais dinâmico do veículo.

Segundo a montadora, o Virtus será o primeiro automóvel do Brasil a oferecer o “manual cognitivo” – que usa IBM Watson para responder aos motoristas questões sobre o veículo, incluindo informações do manual do carro.

Dúvidas sobre o carro (feitas através da escrita, voz ou fotografia) poderão ser respondidas por esse assistente, de forma simples e rápida, em português ou espanhol.

Vei5 - Volkswagen - Divulgação

As medidas do novo VW Virtus são as seguintes: comprimento – 4,48 metros; largura (com os espelhos retrovisores) – 1,96 metro; altura – 1,47 metro e distância entre eixos –  2,65 metros. O porta-malas tem capacidade para 521 litros.

Interessante que, mesmo sendo um modelo derivado do Polo, a Volkswagen optou por alterar o entre eixos do Virtus, para ampliar o espaço interno. Dessa forma, ele passou dos 2,56 metros do hatch para os já informados 2,65 metros no sedan.

Novo Polo x Virtus_Estrategia Modular MQB (5)

Foto: VW Virtus e Polo. A parte em laranja do Virtus (esquerda) destaca o aumento do entre eixos

Além disso, vale destacar que essa medida é exatamente a mesma do seu “irmão mais velho” Jetta. Muito boa para um sedan do segmento de compactos.

O Virtus chega ao mercado brasileiro com garantia de fábrica de três anos (sem limite de quilometragem) e estará disponível em sete cores: preto, branco e vermelho (sólidas) e cinza, azul, prata Sirius e prata Tungstênio (metálicas).

O novo sedan compacto premium da Volkswagen estará nas concessionárias da marca a partir da primeira semana de fevereiro.

*o jornalista viajou a convite da Volkswagen do Brasil

Virtus Comfortline 200 TSI (4)Fotos: Volkswagen do Brasil / Divulgação

Honda SH 150i ganha nova versão na linha 2018

Da Redação

L62A6707mccA Honda apresentou a linha 2018 do scooter SH 150i, que passa a contar também com a versão DLX. Com três anos de garantia sem limite de quilometragem e mais sete trocas de óleo gratuitas, a inédita versão DLX será disponibilizada na cor preta e com preço público sugerido de R$12,95 mil.

Na versão ABS, a novidade fica por conta da nova cor vermelha, além da manutenção do azul, com preço público sugerido de R$12,45 mil.

Apresentada ao público no ano passado, a SH 150i se destaca por possuir um novo conceito e grandes diferenciais, como todo conjunto de lanternas e luzes traseiras e dianteiras em LED, Idling Stop (tecnologia que desliga o motor em marcha lenta por até 3 segundos, religando-o automaticamente quando acionado o acelerador), tomada de 12v, rodas de liga leve de 16 polegadas, smart key (chave presencial), além de sistema de freios ABS (antitravamento), entre outros itens.

L62A6830mccUma de suas principais características é o assoalho plano dos pés que facilita o subir e descer da moto, além de liberar a movimentação das pernas durante a pilotagem. Com a disposição facilitada pelo maior espaço, o modelo possibilita o carregamento de pequenos volumes, facilitados por uma alça de fixação para bolsas, sacolas e mochilas durante o deslocamento, além de porta objetos com tomada 12V para carregamento de celulares.

Sob o assento há espaço graças a um guarda-volume com capacidade para até um capacete fechado.

L62A9051mcUm ponto forte é a ergonomia proporcionada pelo guidão posicionado de forma confortável, independente da estatura do piloto, graças à altura do assento (799 mm).

Na traseira, destaque para os apoios de pés retrateis que, quando não utilizados, se incorporam à estrutura das carenagens laterais, sem sobressaltos.

L62A9028mAs alças de apoio apresentam a possibilidade de fixação de bauleto traseiro central.

L62A6556mcO painel de instrumentos é equipado com velocímetro central analógico, além de indicadores de nível de combustível, temperatura da água, e uma tela digital com relógio, hodômetro, além de consumo, parcial e instantâneo.

L62A8876mcConjunto mecânico – O SH 150i utiliza o propulsor monocilíndrico OHC (Over Head Camshaft) de 149,3 cm³, 4 tempos, com injeção eletrônica PGM-FI (Programmed Fuel Injection) e arrefecimento a liquido.

A potência máxima é de 14,7 cv a 7.750 rpm e o torque máximo de 1,40 kgfm a 6.250 rpm. A transmissão é automática do tipo CVT, que não exige trocas de marchas e facilita a pilotagem.

Outras características que favorecem a pilotagem estão no entre eixos mais curto (1.340 mm); baixo peso (129 kg) e na distância mínima do solo (146 mm). A suspensão dianteira é do tipo garfo telescópico, com curso de 100 mm.

Na traseira, possui sistema com dois amortecedores que possibilitam até 5 ajustes de pré-carga na mola (curso de 95 mm), com maior suavidade e conforto na pilotagem.

L62A6551mcOs preços informados anteriormente têm como base o Estado de São Paulo, e não incluem despesas com frete e seguro. A garantia do modelo é de três anos, sem limite de quilometragem, com fornecimento gratuito de óleo em sete revisões.

L62A6429mcc

Fotos: Honda / Divulgação

Renault convoca os proprietários do Kwid

Da Redação

Kwid_Intense_020baixa-808x1024

Foto: Renault do Brasil / Divulgação

A Renault do Brasil está convocando, preventivamente, os proprietários de Kwid a comparecer à rede de concessionárias da marca para a verificação e, se necessário, substituição do berço do motor.

O recall começou no último dia 20 de janeiro.

Por uma não conformidade de execução por fornecedor da Renault, a solda do berço do motor pode se romper, causando perda da dirigibilidade com risco de acidente.

A campanha envolve 1.918 unidades, fabricadas entre 9 e 16 de setembro de 2017.

Os chassis, não sequenciais, são os seguintes:

De JJ003408 a JJ998344

A verificação e/ou troca do componente são gratuitos e realizados em até 3h30. O serviço deve ser agendado.

Caso o cliente tenha dúvidas, a Renault oferece seu Serviço de Atendimento ao Cliente (SAC), pelo telefone 0800-0555615. Também disponibiliza o site www.renault.com.br/servicos/recall

Série limitada do Hyundai HB20, a versão R spec terá 600 unidades

Da Redação   (Publicado no Diário do Comércio – Edição: 19/01/2018)

Vei4 - Hyundai Motor Brasil - DivulgaçãoSegundo carro mais vendido do Brasil em 2016 e 2017, o hatch compacto HB20 ganha sua primeira série numerada. Batizada de HB20 R spec Limited, a edição especial terá apenas 600 unidades produzidas na fábrica da Hyundai, em Piracicaba (SP).

As vendas têm início imediato, com preço sugerido de R$64,99 mil. Segundo a Hyundai, não há qualquer acréscimo nesse valor no que diz respeito a cor escolhida pelo cliente.

Para valorizar a exclusividade da série, todos os clientes que comprarem o HB20 R spec Limited receberão um certificado de autenticidade numerado.

Exterior – O hatch traz diversos detalhes em tons de preto brilhante em seu exterior, com destaque para o contorno da grade hexagonal frontal e dos faróis de neblina, os retrovisores, a antena tipo barbatana e as maçanetas externas.

HB20_RSPEC-021São inéditas as rodas de liga leve de 15 polegadas na cor preta, a saia lateral, o spoiler traseiro com design esportivo, além de emblema “Limited” aplicado na tampa do porta-malas. As pinças de freio são sempre pintadas em vermelho.

As cores para a série limitada são: branco e preto sólidos, vermelho perolizado e prata. Como informamos no início desse texto, não há custo adicional para pinturas metálica ou perolizada.

Interior – Por dentro, o modelo apresenta soleiras nas portas dianteiras personalizadas com a numeração da unidade fabricada, indo de 001/600 a 600/600. Outro item que chama a atenção são os exclusivos bancos de couro vermelho com costura preta e o logotipo “R spec” gravado em baixo-relevo nos apoios de cabeça dianteiros.

HB20_R_SPEC_INTERIOR_SEM_COLUNA_2018_32589_03O teto é na cor preta, as saídas de ar centrais em preto brilhante e detalhes em vermelho no volante e na alavanca de câmbio.

A edição especial HB20 R spec Limited traz central multimídia com tela de 7 polegadas sensível ao toque e função de espelhamento de telefone celular por meio dos sistemas Apple CarPlay e Google Android Auto. Este último capaz de reproduzir o aplicativo Waze.

Conta, ainda, com comandos no volante, conexão Bluetooth para telefonia, streaming de áudio, acesso à agenda telefônica, compatibilidade com iPod, MP3 player e reprodução de fotos e vídeos.

HYUNDAI_HB20_R_SPEC_PAINEL_TOTAL_2018_32608 copiarOutros equipamentos desta série especial do HB20 são: ar-condicionado, direção hidráulica, volante com regulagem de altura e profundidade, retrovisores elétricos com repetidores de seta, computador de bordo com oito funções, incluindo o recurso “aviso de manutenção programada”, chave tipo canivete, banco do motorista com ajuste de altura e banco traseiro rebatível.

Sob o capô, o já conhecido motor 1.6, de 128 cv, acoplado ao câmbio automático de seis velocidades, mesmo conjunto que equipa outras versões do HB20.

Vei5 - Hyundai Motor Brasil - Divulgação

Fotos: Hyundai Motor Brasil / Divulgação