Intel anuncia investimento em direção autônoma

Rogério Machado* (Publicado no Diário do Comércio – Edição: 25/11/2016)

de Los Angeles (EUA)

vei12-intel-rogerio-machado

Foto: Rogério Machado

O CEO da multinacional da computação Intel, Brian Krzanich, anunciou durante a conferência AutoMobility, no Salão do Automóvel de Los Angeles (EUA), que sua empresa irá investir US$ 250 milhões durante os próximos dois anos na tecnologia de direção autônoma.

A Intel torna publico, pela primeira vez, seu envolvimento no setor, indicando que este mercado assumira posição de destaque para a empresa. Krzanich considera que os dados transmitidos entre os equipamentos eletrônicos e os consumidores têm, hoje, importância semelhante à do petróleo no século 20 e que será necessário utilizar novas tecnologias para tratar e interpretar a verdadeira inundação de dados que estarão em trânsito entre equipamentos.

O executivo explicou que, em média, um usuário da internet provoca o tráfego de aproximadamente 1,5 Gigabytes por dia enquanto um carro autônomo irá demandar o trânsito de cerca de 4.000 Gigabytes por dia.

A soma de todos os usuários e automóveis autônomos irá gerar um movimento impressionante de dados em altíssima velocidade.

A estratégia da Intel é desenvolver seus sistemas em quatro grandes grupos:

– Administração do volume de dados (são capturadas diariamente milhões de horas de dados que devem ser interpretados e transformados em informação);

– Velocidade de transmissão (dados atrasados podem provocar acidentes);

– Segurança no compartilhamento (preservação de informações privativas do cliente);

– Escalabilidade (capacidade do sistema de crescer de acordo com o número de usuários).

Krzanich evidenciou que os estudos serão voltados para a Internet das Coisas (IOT, Internet of Things) que se trata da conexão de dispositivos eletrônicos utilizados no dia-a-dia à internet.

Nos próximos anos, a frota de carros autônomos chegará rapidamente a 1 milhão de unidades e em termos de dados isto será equivalente a acrescentar 3 bilhões de usuários de internet no mundo.

A qualidade da análise dos dados de radares, sensores e câmeras de captura de imagem será diretamente proporcional à segurança dos veículos. Quanto maior o número de dados analisados, melhor será o algoritmo e, por consequência, teremos um carro mais seguro.

*Colaborador

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s