Chevrolet Onix mantém o embalo: auto leve 0km mais financiado de julho

Da Redação

Vei38 - Chevrolet Onix - Divulgação - GMB

Foto: Divulgação / GMB

No dia 25 de julho, publicamos uma matéria na qual informávamos que o Chevrolet Onix havia sido o veículo 0km mais financiado do 1º semestre de 2016. Ao que parece, o hatch compacto da GM manterá o fôlego no 2º semestre. Os dados abaixo são da Cetip.

O modelo manteve a liderança no ranking de automóveis leves novos mais financiados em julho, com 7.575 unidades vendidas a crédito. No acumulado do ano, já conta com 50.286 unidades financiadas. O volume representa 62,7% de todos os autos leves novos vendidos do modelo. Segundo a Fenabrave, de janeiro a julho, foram comercializados um total de 80.146 Onix zero quilômetro.

Em segundo lugar no ranking dos autos leves novos mais financiados aparece o HB20, da Hyundai, com 4.959 financiamentos, seguido do Ka, da Ford, com 4.015 unidades, e do Prisma, também da Chevrolet, com 3.936. O Palio, da Fiat, ultrapassou o Gol, da Volkswagen, e encerrou a lista dos cinco mais financiados em julho, com 3.656 autos leves vendidos a crédito.

O levantamento é da Unidade de Financiamentos da Cetip, que opera o maior banco de dados privado de informações sobre financiamentos de veículos do país, o Sistema Nacional de Gravames (SNG). Os números contemplam os veículos comercializados por crédito direto ao consumidor (CDC), leasing e consórcio.

Em julho, o HB20 S, sedã da Hyundai, passou da 12ª para a 10ª posição no ranking, com 2.427 unidades financiadas. Outro destaque foi o SUV Renegade, da Jeep, que passou do 14º para o 12º lugar, com 2.221 unidades vendidas a crédito. Já a HR-V, da Honda, caiu da 11º para a 17º posição, com 1.782 autos leves financiados.

Entre as marcas, a Chevrolet manteve a liderança das mais financiadas no mês de julho, com 17.966 automóveis leves zero quilômetro negociados. Em segundo lugar aparece a Fiat, com 14.159 unidades financiadas, seguida pela Volkswagen, com 11.949 unidades.

Gráficos: Cetip

BMW iniciará a produção do X4 nacional nesta quarta-feira, 31 de agosto

Da Redação

img_9095_29243693721_oO BMW Group Brasil inicia, nesta quarta-feira (31), a produção do BMW X4 na fábrica do grupo em Araquari (SC), projeto que integra o plano de investimentos de 256 milhões de euros feito pelo para o período de 2013 e 2017. O empreendimento também reforça o compromisso da companhia em continuar investindo no País, ampliando seu portfólio nacional e acreditando no potencial de crescimento do segmento premium do mercado automotivo brasileiro a médio prazo.

O BMW X4, o primeiro SAC – sigla para Sports Activity Coupé ou Cupê de Atividade Esportiva, em tradução para o português – do segmento crossover médio premium, será fabricado nacionalmente na versão xDrive28i X Line, que traz sob o capô um motor de quatro cilindros, 2.0 litros e 245 cv de potência, e fará sua estreia na rede de concessionárias BMW pelo preço sugerido de R$299,95 mil, o mesmo valor de tabela do modelo importado.

“O início da produção do novo BMW X4 na fábrica do BMW Group em Araquari (SC) reitera o nosso compromisso em seguir investindo no Brasil. Temos muito orgulho em fabricar automóveis BMW em solo brasileiro e com os mesmos padrões de qualidade e alta tecnologia empregados em diferentes fábricas do BMW Group espalhadas pelo mundo”, celebra Helder Boavida, presidente e CEO do BMW Group Brasil.

“A chegada do BMW X4 à linha de produção de Araquari é fruto do nosso comprometimento com os padrões globais de qualidade do BMW Group e que estão em total sintonia com as fábricas do grupo nos Estados Unidos, no Egito, Rússia, Tailândia e Malásia, países onde o SAC também é produzido. Confio nas nossas lideranças e em todos os colaboradores para produzir ótimos carros e em perfeita qualidade, como o BMW X4, um dos veículos mais modernos da empresa. A produção do BMW X4 também demonstra a flexibilidade e adaptabilidade da fábrica de Araquari, possibilitando a produção de diferentes modelos em um mesmo local”, afirma Carsten Stöcker, Vice-Presidente Sênior da fábrica do BMW Group em Araquari.

15863308540_9b98dba5fe_o_29214406462_o

Fotos: Divulgação / BMW Group

Com a produção local do BMW X4, a expectativa é de que as vendas do modelo atinjam 45 unidades/mês até o fim deste ano, registrando um crescimento de 50% nos emplacamentos.

Com uma área total de 1,5 milhão de metros quadrados, dos quais 500 mil metros quadrados de área pavimentada, essa fábrica do BMW Group é a 30ª unidade fabril da empresa no mundo, em 14 países. Com investimento de mais de R$ 800 milhões, a unidade em Araquari tem capacidade para produzir até 32 mil carros por ano.

BMW faz chamamento para substituição de airbags

Da Redação

A BMW do Brasil convoca proprietários de modelos BMW 320i, 325Ci Coupé, 325i, 330Ci Cabrio, 330i, 540i, M3 Coupé, M5, X5 3.0i e X5 4.4i fabricados entre 2002 e 2006 a comparecerem a uma concessionária autorizada da marca para a substituição do airbag do motorista gratuitamente.

O recall é destinado aos proprietários dos veículos acima mencionados, após verificar a possibilidade destes modelos apresentarem falha de funcionamento do airbag do condutor, em decorrência de contato prolongado do gerador de gás do airbag com umidade e/ou falha durante a fabricação do gerador de gás. Ocorrendo a falha, em caso de acionamento do airbag do condutor em situação usual, um aumento na pressão interna do gerador de gás pode ocorrer, gerando rompimento da bolsa de ar e projeção de peças de metal.

Esta medida corretiva visa garantir a segurança dos clientes da marca BMW. A BMW do Brasil convoca os proprietários dos veículos afetados a entrarem em contato com uma concessionária autorizada, a fim de agendarem gratuitamente a substituição do airbag do condutor dos veículos afetados. A empresa destaca que, até o presente momento, não tem conhecimento de nenhum acidente no Brasil envolvendo os veículos da marca BMW.

O tempo gasto na realização do serviço é de aproximadamente 25 minutos e o início do atendimento poderá ser feito a partir de 14 de setembro.

Os chassis não sequenciais envolvidos são:

Modelo: 320i – de CG51407 até CG54278  / de KK47878  até KK80577

Modelo: 325Ci Coupé – de JW22125 até JW22148

Modelo: 325i – de KL36091 até KL49918 / de RA21007 até RA21080

Modelo: 330Ci Cabrio – de PJ60267 até PJ62513 / de PK44137 até PK46567  / de EH34982  até EH36596

Modelo: 330i – de KM65618 até KM68140 / de KN50468 até KN52537 / de PD81142 até PD82062 / de PE00566 até PE02163

Modelo: 540i – de GG92600 até Nao Informado

Modelo: M3 Coupé – de JP80419 até JP90860

Modelo: M5 – de GJ22563 até GJ22804

Modelo: X5 3.0i  – de LT41531 até LT47491

Modelo: X5 4.4i – de LP12286 até LP14451

Para mais informações, ligue para o Serviço de Atendimento ao Cliente BMW (0800 707 3578), de 2ª a 6ª-feira, das 8 às 19 horas, ou acesse www.bmw.com.br/recall.

Jaguar F-Pace é o 1º modelo SUV da marca inglesa

José Oswaldo Costa* (Publicado no Diário do Comércio – Edição: 26/08/16)

de Lagoa Santa e Brumadinho / MG

Vei24 - Divulgação - Jaguar - Fernanda FreixosaO belo utilitário esportivo F-Pace marca a entrada da Jaguar nesse segmento e foi apresentado, globalmente, em maio. Agora, o modelo passa a ser o mais novo integrante desse concorrido nicho de mercado no Brasil.

A montadora escolheu as bucólicas montanhas mineiras para fazer o lançamento oficial do F-Pace, com trechos de teste drive percorridos entre as cidades de Lagoa Santa e Brumadinho, em asfalto e off road.

De acordo com informações dos diretores presentes ao evento, entre janeiro e julho deste ano, a Jaguar obteve um crescimento de 69% nas suas vendas mundiais na comparação com o mesmo período de 2015.

No Brasil, na comparação dos mesmos meses, o crescimento foi ainda maior, da ordem de 79%. Hoje, o País conta com 35 concessionárias e as projeções são para 42 até o fim do próximo ano.

Com isso, o F-Pace, um SUV médio premium, carrega toda a expectativa da marca para que o crescimento seja mantido. A empresa espera que ele obtenha o mesmo sucesso do “primo” Range Rover Evoque, grande sucesso da Land Rover por aqui e responsável por captar novos clientes.

Vei25 - Divulgação - Jaguar - Fernanda FreixosaTanto que foi dito, no lançamento, que as projeções são de que cerca de 90% dos compradores do F-Pace sejam de novos clientes, ou seja, de consumidores que experimentam, pela primeira vez, a compra de um veículo Jaguar. Desse total, dois terços deverão ser homens, em uma faixa etária entre os 35 e 45 anos, concluíram os diretores.

O F-Pace conta com estrutura produzida em alumínio (80%), a mesma utilizada nos modelos XE e XF. Para desenvolvê-la, foram gastos 1,5 bilhão de libras. A versão que utiliza motor 2.0 pesa 1.775 kg enquanto, as com motor 3.0, pesam 1.851 kg. O coeficiente aerodinâmico é de 0,34, muito bom para um utilitário esportivo.

Falando em motores, o F-Pace apresenta três opções: 2.0 turbo diesel com injeção Common Rail, de 180 cv e 430 Nm de torque; 3.0 V6 à gasolina de 340 cv e 450 Nm de torque; e 3.0 V6, também à gasolina, de 380 cv (450 Nm de torque). Esse último leva o modelo, da imobilidade aos 100 km/h, em apenas 5,5 segundos. A velocidade máxima é limitada, eletronicamente, em 250 km/h.

Todos eles trabalham em conjunto com uma transmissão automática de oito marchas. Para as trocas manuais, estão presentes os paddle shifts (borboletas) atrás do volante.

A suspensão dianteira é double-wishbone, a mesma do F-Type. Na traseira, sistema Integral Link, sendo que as molas e amortecedores são dispostos separadamente. A tração é integral, com torque sob demanda. Em condições normais de utilização, ele é 100% concentrado na traseira.

Vei26 - Divulgação - Jaguar - Fernanda Freixosa

Fotos: Divulgação / Jaguar / Fernanda Freixosa

Um sistema muito interessante, que tivemos a oportunidade de experimentar em uma íngreme descida de terra e cascalho solto, é o All Surface Progress Control (ASPC). Em terrenos escorregadios, como gelo ou grama molhada, por exemplo, o condutor controla apenas o volante. Acelerador e freio são controlados pelo ASPC. Ele opera em velocidades entre 3,6 km/h e 30 km/h.

O modelo oferece diferentes tipos de condução, sendo que o motorista pode optar pelo modo dinâmico ou pelo normal. São alterados os funcionamentos da transmissão, da direção e da aceleração. Um grande diferencial é que a alteração de cada item pode ser feita separadamente optando-se, por exemplo, por uma transmissão dinâmica, mas com a direção normal. Tudo através da tela touchscreen do sistema de entretenimento, localizada no centro do painel.

Design e interior – A dianteira do SUV apresenta três entradas de ar bastante largas, com a grade na cor preta. Os faróis contam com assinatura em LED e, em conjunto com os vincos do capô, ressaltam um aspecto moderno e agressivo. Na traseira, principalmente nas lanternas, enorme influência do esportivo F-Type.

O interior traz todas as características esperadas de um modelo premium: muito conforto, requinte, materiais de qualidade superior e acabamento impecável. Um bom exemplo é a utilização, em algumas versões, de couro Windsor nos bancos, portas, painel e volante.

Vei27 - Divulgação - Jaguar

O painel de instrumentos das versões topo de linha é totalmente digital, em TFT, e com 12,3 polegadas. O sistema de entretenimento InControl Touch Pro, com tela de 10,2 polegadas sensível ao toque, também é exclusivo dessas versões (nas demais, a tela é de 8 polegadas).

Vei28 - Divulgação - Jaguar

O sistema de som que o acompanha é da tradicional marca inglesa Meridian, com 17 alto-falantes, 825 watts de potência e apenas 0,5% de distorção. Para que se tenha uma idéia do que isso significa, de acordo com a Jaguar, a maioria dos veículos com som premium apresenta entre 5% e 10% de distorção.

Ele conta, ainda, com um processador quad-core, disco rígido de 60GB e link de internet móvel. Os mapas do GPS podem ser visualizados em 2D ou 3D.

Preços e versões – O Jaguar F-Pace será vendido no Brasil, a partir de setembro, em três versões principais: a de entrada Prestige, com motor 2.0 diesel ao preço sugerido de R$309,70 mil; a intermediária R-Sport, com motor 3.0 V6 (340 cv) e preço sugerido de R$360,90 mil e a topo de linha S, que traz o motor 3.0 V6 mais potente (380 cv), ao preço sugerido de R$406,30 mil. Os brasileiros também terão a opção de uma versão limitada (19 unidades) que recebeu o nome de First Edition e que conta com o motor de 380 cv, além de um acabamento diferenciado e apelo ainda mais esportivo (R$416,40 mil).

Alguns itens de série para todas as versões: tração integral, faróis de neblina, bancos com ajustes elétricos, sensores de estacionamento dianteiro e traseiro, paddle shifts, sistema de vetorização de torque, tecnologia stop-start para economia de combustível, teto panorâmico (pode ser fixo ou móvel, dependendo da versão) entre outros. As rodas em liga-leva podem variar entre 18 e 22 polegadas.

Um opcional muito interessante é a Active Key. Trata-se de uma pulseira totalmente emborrachada e discreta que funciona como chave. Ao parar o carro para praticar uma corrida ou tomar um banho de cachoeira/mar (ela é totalmente a prova d’água e não utiliza baterias), por exemplo, o proprietário pode deixar a chave do F-Pace dentro dele.

28/08 - 12:25

Fotos: Divulgação / Jaguar

A pulseira desativa a chave completamente – para que, no caso de alguém arrombar o veículo, não possa utilizá-la – e trava todas as portas. Para isso, basta aproximá-la da letra J do nome da marca fixado na tampa do porta-malas. Para destravar o carro, o procedimento é o mesmo. Muito prático.

O Jaguar F-Pace tem 4,73 metros de comprimento, 2,18 metros de largura (incluindo os retrovisores) e 2,87 metros de distância entre-eixos. O porta-malas tem capacidade para 508 litros.

 *o colaborador viajou a convite da Jaguar

 

Jaguar Racing realiza 1º treino oficial na Fórmula E

Da Redação

O Jaguar I-TYPE apareceu, nesta semana, no circuito de Donington Park, durante o primeiro teste oficial da FIA para a Fórmula E.

Jaguar FE 3 (2)

A Jaguar Racing continuará a testá-lo pelos próximos dias e de 5 a 7 de setembro, pouco antes de anunciar sua equipe para a temporada, no dia 8 de setembro.

Jaguar FE 1 (2)

Jaguar FE 2 (2)
Fotos: Adam Warner / LAT / FE
 

Fiat divulga 1ª imagem oficial do Uno 2017

José Oswaldo Costa

Uno017A Fiat divulgou a primeira imagem oficial da linha 2017 do Fiat Uno. Além disso, confirmou a estreia, no modelo, dos novos motores 1.0 três cilindros e 1.3 quatro cilindros.

A reestilização chega em setembro. A montadora promete inovações tecnológicas para o modelo. Ao contrário de algumas previsões do mercado, o motor 1.0 de três cilindros não equipará, primeiramente, o Fiat Moby.

Subaru Forester XT: razão com muita emoção

José Oswaldo Costa* (Publicado no Diário do Comércio)

GEDSC DIGITAL CAMERAA Subaru é a divisão automotiva da Fuji Heavy Industries (FHI), empresa japonesa que atua em diversas áreas de tecnologia. A FHI é líder do setor automotivo no Japão e seus veículos têm como foco principal a segurança.

No Brasil, a marca está presente desde 1998 através das importações oficiais realizadas pelo grupo CAOA. Todos os modelos vendidos no Brasil (Impreza, XV, Forester, Legacy, Outback e WRX) contam com a tração 4×4 AWD (All Wheel Drive), mais uma vez, demonstrando a preocupação da montadora com a segurança na condução.

DC Auto recebeu, para avaliação, o utilitário esportivo (SUV) Forester XT Turbo. Tivemos a oportunidade de rodar mais de 1.000 quilômetros com ele por estradas do interior de Minas Gerais. De início, devemos ressaltar que, como um belo exemplar da competente indústria automotiva japonesa, o Forester é concebido de forma racional e, não, emocional. Isso porque, no seu interior, o motorista não encontrará mimos desnecessários.

GEDSC DIGITAL CAMERA

Tudo nele é funcional e criado para atender com extrema facilidade às necessidades de quem o conduz. O acabamento é esmerado, elegante e sóbrio, com materiais de qualidade superior. Um bom exemplo são os bancos, bastante ergonômicos, revestidos em couro. Aliás, o do motorista conta com regulagens elétricas.

Partes do painel, do volante, do console central e dos botões de acionamento do sistema de ar-condicionado receberam alumínio. Também são feitos com esse material os pedais esportivos.

No painel central, acima das saídas de ventilação, está localizado o display multifuncional que monitora de forma detalhada as condições de rodagem do Forester. São informações da tração integral, da forma como o motorista está pressionando o pedal de acelerador (o que auxilia na economia de combustível), pressão do turbo, temperatura do óleo, autonomia, consumo instantâneo, entre outras. É possível escolher entre várias opções de visualização.

GEDSC DIGITAL CAMERA

O display divide a monitoração do SUV com as informações digitais do sistema de ar-condicionado (de duas zonas), que aparecem lado esquerdo da tela. Os três comandos do sistema de ventilação ficam localizados abaixo do áudio.

O quadro de instrumentos conta com o velocímetro à direita e o conta-giros à esquerda. Dois mostradores simples e elegantes. Entre eles, o computador de bordo.

Junto com os modelos Impreza sedan e XV, o Forester 2016 passa a contar com o novo sistema de áudio da Subaru, com tela de 7 polegadas, uma novidade para os veículos da marca comercializados no Brasil.  Ele é de fácil leitura e bastante intuitivo, trazendo informações do sistema de som e de telefonia.

A qualidade do som, da tradicional marca norte-americana Harman Kardon, é acima da média, sendo reproduzido por oito alto-falantes. A Subaru deixa claro que se trata de um sistema de áudio e, não, de multimídia. Afinal, ele não oferece um GPS, por exemplo.

O volante multifuncional é novo e apresenta três raios. Foram redesenhados os comandos do rádio, do viva-voz, do controle de velocidade de cruzeiro e do sistema SI-Drive. Ele apresenta regulagens de altura e profundidade.

GEDSC DIGITAL CAMERA

 

Impressiona o espaço interno do Forester. Cinco adultos se acomodam com conforto e o espaço para as pernas no banco traseiro chama a atenção. Todos contam com cintos de segurança de três pontos e encostos para a cabeça.

O sistema SI-Drive (acionado por botões no volante) oferece ao motorista três opções de condução: modo inteligente, voltado para a economia de combustível; modo Sport, que apresenta maiores torque e potência e pode simular uma transmissão de até seis marchas e modo Sport Sharp, que disponibiliza todo o torque e potência e simula um câmbio de até oito marchas.

Motor Boxer tem baixo centro de gravidade e proporciona mais estabilidade

Os motores Boxer se diferenciam dos demais pela disposição dos cilindros, que ficam deitados (cilindros horizontalmente contrapostos). Seu grande aliado é o baixo centro de gravidade que oferece, como conseqüência, mais estabilidade e controle sobre o veículo. Não menos importante é que ele ocupa menos espaço longitudinal, tem menos vibrações e é bastante confiável. Talvez, seu único inconveniente seja o fato de ser inadequado para utilizar mais de seis cilindros.

Uma curiosidade sobre esse motor é o nome, originado justamente da posição diferenciada dos cilindros que, em funcionamento, lembram os punhos de um lutador de boxe em ação.

O Subaru Forester XT Turbo utiliza um motor Boxer 2.0 16V de quatro cilindros, comando de válvulas variável e injeção direta de combustível. O bloco do motor e o cabeçote são em alumínio. Ele é capaz de gerar 240 cv de potência e um torque de 35,7 kgfm a 3.600 rpm. Ele trabalha em conjunto com um câmbio CVT (Lineartronic). Quando colocado na posição para trocas manuais, essas somente podem ser feitas através dos paddle shifts (borboletas) localizados atrás do volante.

Como dissemos no início, a principal preocupação é com a segurança. O Forester XT Turbo conta com seis airbags (frontais, laterais e do tipo cortina), controles eletrônicos de estabilidade e tração, freios ABS com quatro canais, distribuição eletrônica de frenagem, barras de proteção nas portas, assistente de partidas em rampas e sistema Isofix para fixação de cadeirinhas infantis.

GEDSC DIGITAL CAMERA

Rodando – O sistema de tração AWD, que atua de acordo com a necessidade e o terreno, é realmente impressionante. Levando-se em conta as dimensões do Forester (ver Ficha Técnica), é admirável a sua incrível capacidade de contornar curvas, mesmo em velocidades mais elevadas. O SUV fica grudado ao solo durante todo o tempo, o que se traduz em confiança por parte do motorista.

Durante todo o trajeto que percorremos, jamais passamos por qualquer tipo de susto com o utilitário. Salta aos olhos a segurança que o modelo transmite. O tempo todo ele se mostra “na mão” e com reações perfeitamente previsíveis.

A suspensão tem um bom acerto entre conforto e estabilidade. Todas as imperfeições do solo são bem filtradas e o veículo roda com maciez, mas sem aquele exagero que seria extremamente prejudicial para o seu desempenho em estradas com muitas curvas, como aquelas que percorremos.

Com todas essas qualidades, a cereja do bolo é o motor 2.0 Turbo. Mesmo com uma tonelada e meia de peso, o Forester tem desempenho de modelo esportivo. A retomadas são vigorosas, o que é perfeito para situações de ultrapassagens em carretas e ônibus. O utilitário é muito ágil e dinâmico.

O senão fica para o tamanho do tanque de combustível. Quando se exige muito do desempenho, obviamente, o consumo é sacrificado. Chegamos a fazer a marca de 7,5 km/l. Nada anormal para suas retomadas vigorosas e ágeis. Mas o tanque se mostrou insuficiente e nos exigiu reabastecimento em uma viagem que costumamos fazer sem paradas com esse objetivo, independente do modelo. O ideal seria que ele tivesse capacidade para, ao menos, 70 litros.

Porém, é apenas um pequeno detalhe diante de tantas, e cativantes, qualidades. Você que procura um utilitário espaçoso para levar toda a família e deseja um desempenho superior, aliado à segurança de condução acima da média, tem a obrigação de procurar a concessionária Subaru mais próxima e fazer um test drive. O Forester vai surpreendê-lo muito positivamente. É um modelo a ser conhecido, e dirigido.

GEDSC DIGITAL CAMERA

Ficha Técnica

✔ Velocidade máxima — 221 km/h

✔ 0 a 100 km/h — 7,5 segundos

✔ Potência — 240 cv

✔ Consumo Médio — 9,1 km/l (cidade) e 12,5 km/l (estrada)

✔ Distância entre eixos — 2,64 metros

✔ Comprimento — 4,60 metros

✔ Largura — 1,80 metro

✔ Altura — 1,74 metro

✔ Capacidade do porta-malas — 505 litros / 1.541 litros com bancos rebatidos

✔ Capacidade do tanque — 60 litros

✔ Peso — 1.502 kg

✔ Pneus e Rodas — 225/55 R18 – Liga Leve de 18 polegadas

*Colaborador

**Outras fotos do Subaru Forester XT Turbo no: http://www.flickr.com/photos/detalhauto

***Fotos: José Oswaldo Costa