Estudos da Bosch apontam que sistemas de assistência ao condutor estão em ascensão

Da Redação

EA07097Os sistemas de assistência ao condutor estão se tornando itens cada vez mais comuns na Alemanha, como o dispositivo de assistência de faixa de rolagem de frenagem automática de emergência. Segundo estudos da Bosch, baseados em estatísticas de vendas, um em cada cinco de um total de três milhões de veículos licenciados na Alemanha em 2014 estavam equipados com tais sistemas – em 2013 essa relação era de um para cada 10 veículos.

Os sistemas de assistência ao condutor podem tornar o trânsito seguro se forem amplamente adotados. Dados apontam que apenas na Alemanha, cerca de 72% das colisões traseiras com ferimentos poderiam ser evitadas se todos os automóveis fossem equipados com o dispositivo de frenagem de emergência. Segundo pesquisas conduzidas pela Bosch, o sistema de permanência na faixa de rolagem pode prevenir até 28% dos acidentes causados por motoristas que mudam de faixa acidentalmente.

Mais segurança com Frenagem Automática de Emergência
As colisões traseiras estão entre os piores incidentes, especialmente quando envolve pedestres ou ciclistas. O sistema Frenagem Automática de Emergência (AEB – Automatic Emergency Braking) pode prevenir tais colisões totalmente ou, pelo menos, atenuar consideravelmente o impacto desses acidentes. Se o radar ou a câmera de vídeo detectar obstáculo à frente do veículo, o sistema é preparado para realizar uma frenagem de emergência e o motorista é notificado. Se o condutor não responder, o sistema realiza uma frenagem parcial e, logo que o motorista pise no freio, o dispositivo aumenta a potência da frenagem a fim de evitar o acidente.

Caso o motorista não responda à manobra de frenagem parcial e o sistema detecta que a colisão é inevitável, o dispositivo executa de forma autônoma a manobra de frenagem de emergência. Em velocidades de até 40 quilômetros por hora em circuito urbano, o sistema Frenagem Automática de Emergência pode até evitar por completo as colisões em veículos parados.

O grau adicional de segurança que os sistemas de assistência ao condutor oferecem é mais uma das razões para a crescente popularidade da tecnologia. A partir de 2016, os novos veículos na Europa devem estar equipados com o sistema preditivo, ou seja, que evita o atropelamento de pedestres, se quiserem obter cinco estrelas no ranking Euro NCAP.

O s Estado s Unidos também estão atuando para tornar seus veículos ainda mais seguros. Recentemente o governo americano firmou um acordo com 20 montadoras, que representam mais de 99% do mercado americano, para que até 1º de setembro de 2022, a maioria dos carros do país possua o sistema de frenagem automática de emergência. Para as picapes o prazo será até 2025.

No Brasil, os sistemas de assistência ao condutor, como a Frenagem Automática de Emergência, também estão cada vez mais próximos dos usuários brasileiros, visto que o controle eletrônico de estabilidade, que é a base tecnológica para muitos desses dispositivos, se tornará obrigatório em todos novos projetos de veículos fabricados ou importados a partir de 2020. Os modelos já comercializados no mercado nacional serão obrigados a incorporar o item apenas em 2022.

EA07098

Imagens: Divulgação / Bosch

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s