Conceição do Mato Dentro (MG) entra no mapa do Rally

Da Redação

330209_763275_photoaction_2

Foto: Nelson Santos Júnior / Photo Action

A cidade de Conceição do Mato Dentro (MG) entrou no mapa dos campeonatos Brasileiros de Rally Cross Country e Rally Baja. Com forte apelo turístico, receberá o Rally Minas Brasil entre os dias 09 e 11 de março e, quem visitar o município, certamente aproveitará muito além da competição.

As inscrições já estão abertas. Por meio do site www.rallymakers.com.br, pilotos e navegadores podem se inscrever e garantir um lugar nesse grid, que terá as categorias motos, quadriciclos, UTVs e carros. Uma das novidades é que a disputa também valerá pela etapa de abertura do Campeonato Mineiro de Rali.

330884_765432_314_01_donicastilho_4763

Foto: Doni Castilho / DFOTOS

O parque de apoio será montado no aeroporto de Conceição do Mato Dentro, que está situado na área urbana. Isso facilitará o acesso da população ao evento para que tenham contato com o esporte, bem como dos participantes, com os serviços essenciais, a exemplo de postos de combustível, lava-jatos, oficinas, restaurantes e hotéis.

“O Rally Minas Brasil será um espetáculo, tanto na parte técnica que envolve a disputa, como nos atrativos turísticos que a cidade dispõe e pela receptividade dos moradores. A Prefeitura está totalmente engajada com essa realização e temos recebido todo o suporte necessário para fazer uma etapa digna de início de campeonato. A intenção é deixar Conceição do Mato Dentro registrada na vida dos off-roaders e seus familiares”, declarou o CEO da Rallymakers, Fernando Bentivoglio.

330209_763277_dsc_3894

Foto: Doni Castilho / DFOTOS

A ordem de largada será definida em um prólogo de aproximadamente 5 quilômetros, praticamente dentro da cidade, por isso, a expectativa é de grande público prestigiando os pilotos.

Serão dois dias de disputas em um percurso de 150 quilômetros – totalizando 300 quilômetros de trecho cronometrado. O roteiro montanhoso oferecerá todas as variáveis que este tipo de relevo pode proporcionar: trial, pedras, muitas curvas, subidas e descidas íngremes, lugares planos e amplos de beleza indescritível.

E vale a dica: para quem for participar ou prestigiar o Rally Minas Brasil, leve os familiares e amigos. A região é detentora de uma natureza exuberante, com diversos passeios a disposição dos turistas.

DCIM100MEDIADJI_0512.JPG

Foto: Sanderson Pereira / Photo-S Imagens

Conceição do Mato Dentro: a cidade é um verdadeiro paraíso ecológico. É considerada a capital mineira do ecoturismo, sendo a sua principal atração a Cachoeira do Tabuleiro – eleita pelo Guia 4 Rodas como a mais bonita do Brasil. O competidor do Rally Minas Brasil deve aproveitar a oportunidade e conhecer também a Cachoeira Rabo de Cavalo, Cachoeira de São Miguel, Poço Pari, Poço Piraquara, entre tantos outros pontos para o turismo.

BMW M4 CS chega ao Brasil por R$663,95 mil

Da Redação

P90251026_highRes_the-new-bmw-m4-cs-04O novo BMW M4 CS acaba de desembarcar no Brasil. O modelo é equipado com um motor de seis cilindros em linha, de 2.979 cm³ e 24 válvulas, capaz de entregar 460 cv e 600 Nm de torque máximo.

O mais potente BMW Série 4 homologado para rodar nas ruas chega ao mercado nacional, como edição limitada em seis unidades, com preço público sugerido de R$663,95 mil.

Produzido na fábrica da BMW de Munique, na Alemanha, o novo BMW M4 CS marca a introdução de uma nova nomenclatura para os modelos BMW M. Ele preenche o espaço entre o BMW M4 Coupé e o M4 GTS, versão desenvolvida para o uso em circuitos fechados.

O motor de alta performance teve sua potência elevada para 460 cv, o que significa 29 cv a mais que o motor do BMW M4 convencional. Graças à tecnologia M TwinPower Turbo, o modelo acelera de 0 a 100 km/h em apenas 3,9 segundos, segundo a montadora.

P90251068_highRes_the-new-bmw-m4-cs-04A velocidade máxima do coupé, equipado de série com o pacote M Driver, é de 280 km/h, limitados eletronicamente. O motor de seis cilindros em linha conta com dois turbocompressores mono-scroll e intercooler.

O sistema apresenta, ainda, injeção direta de gasolina, sistema de controle variável nas válvulas e controle variável do comando de válvulas.

O BMW M4 CS vem equipado com transmissão de dupla embreagem M DKG, de sete marchas e sistema Drivelogic. Este câmbio é refrigerado a óleo e permite engatar as marchas automaticamente ou, se preferir, trocá-las manualmente por meio das hastes posicionadas atrás do volante.

A suspensão é extremamente leve, com componentes feitos de alumínio forjado nos eixos dianteiro e traseiro. Isso contribui para a estabilidade do veículo além de beneficiar sua dirigibilidade.

P90251039_highRes_the-new-bmw-m4-cs-04O M4 CS é equipado de série com a suspensão Adaptive M, cuja geometria foi ajustada para oferecer um desempenho aprimorado tanto nas ruas quanto nas pistas.

Prova disso é que o coupé foi desenvolvido e lapidado na pista de teste mais exigente de todas quando o assunto é carros esportivos de alta desempenho: a lendária Nürburgring Nordschleife.

Seu tempo percorrido no entorno do anel, de 7min38s, insere o CS no território dos carros superesportivos, informou a BMW.

O condutor tem a opção de ajustar as configurações da direção e suspensão às suas preferências pessoais ou às demandas da rota em questão. Para isso, ele pode selecionar um dos três modos de condução (Comfort, Sport e Sport+) com o toque de um botão.

P90251025_highRes_the-new-bmw-m4-cs-04Embora o modo Comfort seja particularmente adequado às condições de estrada precárias, a condução urbana e viagens curtas, o Sport é ideal para os motoristas interessados em acelerar por trajetos rústicos.

E para aqueles que preferem pisar fundo em circuitos fechados, o modo Sport+ abrirá caminho para tempos de volta cada vez mais rápidos. O Sport+ gerencia todos os sistemas relevantes para oferecer a melhor dinâmica possível.

As rodas são de liga leve, de 19 e 20 polegadas, dianteiras e traseiras, respectivamente. De série, são calçadas por pneus Michelin Pilot Sport Cup 2.

O interior do novo BMW M4 estabelece um ambiente esportivo. Os assentos esportivos M são revestidos com Alcantara e couro, incluindo a forração da guarnição interna das portas feitas de fibras naturais prensadas, com alças de lona no lugar dos puxadores convencionais.

P90251058_highRes_the-new-bmw-m4-cs-04

P90251064_highRes_the-new-bmw-m4-cs-04

P90251062_highRes_the-new-bmw-m4-cs-04A tampa do motor e o teto são feitos a partir de materiais leves, extremamente rígidos e de alta tecnologia de composto de fibra de carbono com plástico reforçado (CFRP).

O condutor do M4 CS não terá de renunciar a uma série de comodidades entre elas, ar condicionado, sistema de som BMW Hifi Professional especificamente adaptado às peculiaridades acústicas do modelo e navegador GPS.

Exterior – A assinatura visual é caracterizada por uma frente proeminente, adornada por faróis de LED duplos de última geração, spoiler dianteiro com grandes entradas de ar e dividido em três seções.

P90251051_highRes_the-new-bmw-m4-cs-04Estas aberturas servem para refrigerar o motor de alto desempenho com um amplo suprimento de ar e os freios de compostos de cerâmica e carbono, equipados com pinças de quatro pistões, na frente, e dois pistões, na traseira.

P90251057_highRes_the-new-bmw-m4-cs-04O novo defletor de ar frontal, específico para o modelo, é feito de fibra de carbono. Juntamente com o difusor traseiro, além do aerofólio montado sobre a tampa do porta-malas, formam um conjunto capaz de reduzir ao máximo as forças aerodinâmicas ascendentes. As luzes posteriores agregam tecnologia inovadora OLED e foram concebidas pela BMW M para os modelos M4 CS e M4 GTS.

P90251055_highRes_the-new-bmw-m4-cs-04

P90251053_highRes_the-new-bmw-m4-cs-04

P90251022_highRes_the-new-bmw-m4-cs-04

Fotos: BMW Group / Divulgação

Vendas de carros através da OLX crescem em Minas Gerais

Da Redação

Número de veículos comercializados no Estado, pela plataforma, aumentou 8,3% em 2017

A OLX revelou que o estado de Minas Gerais apresentou um crescimento de 8,3% no número de vendas de veículos em 2017, quando comparado com 2016.

Segundo os dados analisados pelo site de compras e vendas online, a Fiat foi a montadora com a maior representatividade nas vendas totais na plataforma: 29%.

Os destaques ficaram por conta da Hyundai e da Honda.  A montadora coreana teve crescimento de 29% e, a japonesa, 23% em unidades vendidas na comparação com 2016.

Entre os veículos, o Palio foi o carro mais vendido no Estado no ano passado, representando 10% em relação ao total de modelos comercializados na OLX.

Destaque, também, para o Honda Civic, que apresentou 14% de crescimento nas vendas no comparativo com 2016.

Modelo Representatividade em relação ao total das vendas pela OLX em MG Marca Representatividade em relação ao total das vendas pela OLX em MG
Palio 10% Fiat 29%
Gol 9% Volkswagen 23%
Uno 7% GM 17%
Corsa 3% Ford 9%
Strada 3% Honda 4%
Fiesta 3% Toyota 4%
Celta 3% Hyundai 3%
Saveiro 3% Renault 2%
Siena 2% Peugeot 2%
Civic 2% Citroën 1%

Chevrolet lança Onix Advantage, versão automática mais acessível

Da Redação

03_GM_06_15-02-2018A procura por carros equipados com câmbio automático aumenta a cada ano no Brasil, inclusive entre os modelos compactos.

O emplacamento de veículos nesta configuração quadruplicou nos últimos cinco anos, impulsionada principalmente pela venda de modelos mais acessíveis, de acordo com a GM.

Para atender esse perfil ascendente de consumidores, a montadora está lançando mais uma opção do Onix com transmissão automática: é a versão Advantage, inédita para o hatch e que chega para ser o modelo automático mais acessível da marca.

11_GM_24_15-02-2018O Onix Advantage traz, como itens de série, ar-condicionado, direção elétrica progressiva, sistema de áudio com Bluetooth, travas, retrovisores externos e vidros dianteiros com acionamento elétrico, além de painel com velocímetro digital e regulagens de altura do banco, volante e do cinto.

Sistema Ixofix para fixação de cadeirinha infantil, alerta de baixa pressão dos pneus, alerta de esquecimento dos faróis acesos, alerta de não utilização do cinto de segurança, duplo airbag e freios ABS com EBD também fazem parte do pacote.

A nova versão não conta com opcionais. Isto quer dizer que, se por um lado o modelo ganha a transmissão automática, por outro, perde os sistema multimídia (MyLink). Outros itens, também ausentes, são o volante multifuncional e o sensor de estacionamento traseiro.

10_GM_22_15-02-2018O Onix Advantage é visualmente caracterizado pelas calotas escurecidas aro 15, pelos adesivos de coluna e capas dos retrovisores externos em preto brilhante, além do emblema com nome da versão nas portas dianteiras.

O interior é predominantemente escuro. O modelo é ofertado nas seguintes cores de carroceria: cinza, branco, preto ou prata.

O Onix Advantage vem equipado com o motor flex 1.4 de até 106 cv (etanol) e a transmissão automática de seis velocidades com tecnologia Activ Select – mesmo conjunto mecânico das versões mais sofisticadas do modelo.

De acordo com a GM, com etanol, o veículo percorre média de 7,9 km/l na cidade e de 9,6 km/l na estrada. Com gasolina, os números são 11,7 km/l e 13,9 km/l, respectivamente.

O preço sugerido para o Onix Advantage automático é R$53,99 mil. Ou seja, ele é R$4 mil mais barato do que a versão LT automática, até então, a mais em conta da linha do hatch com este tipo câmbio.

05_GM_10_15-02-2018

Fotos: General Motors do Brasil / Divulgação

Fiat Argo Drive tem bom desempenho

José Oswaldo Costa  (Publicado no Diário do Comércio – Edição: 16/02/2018)

Motor 1.0 de três cilindros é econômico e agrada, tanto na estrada quanto no trânsito urbano

Vei1 - Marcos Camargo - FCA - DivulgaçãoO Fiat Argo foi lançado em maio do ano passado. Até o fim de 2017, vendeu 27.925 unidades. Levando-se em conta os números a partir de junho, seu primeiro mês “cheio” de comercialização, emplacou algo em torno de 3.989 unidades/mês.

Agora em 2018, foram vendidas 6.508 unidades do hatch. Números apurados até ontem. Com isso, o Argo é o 7º veículo mais emplacado do País. Porém, seu maior concorrente, o VW Polo, é o 4º colocado, com 8.779 unidades emplacadas nesse início de ano.

O ranking dos 10 veículos mais vendidos, neste ano, está da seguinte forma: 1º – Chevrolet Onix (21.862 unidades); 2º – Hyundai HB20 (10.475 unidades); 3º – Ford Ka (9.808 unidades); 4º – VW Polo (8.779 unidades); 5º – VW Gol (7.551 unidades); 6º –  Chevrolet Prisma (7.462 unidades); 7º – Fiat Argo (6.508 unidades); 8º – Fiat Mobi (6.203 unidades); 9º – Jeep Compass (5.966 unidades) e 10º – Toyota Corolla (5.950 unidades).

Os números são da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave).

DC Auto teve a oportunidade de avaliar a versão de entrada do Argo, a Drive 1.0. Não foi possível avaliar o hatch com todos os passageiros e bagagens que ele pode carregar. Porém, somente com o motorista, tem um ótimo fôlego em trechos de rodovia.

O motor é o 1.0 de três cilindros, capaz de render 72/77 cv (gasolina/etanol) e 10,4/10,9 kgfm de torque (gasolina/etanol). O câmbio é manual de 5 marchas, com engates macios e precisos.

Segundo a Fiat, esse conjunto leva o Argo 1.0 a velocidade máxima de 157 km/h, com gasolina, e 162 km/h, com etanol. Para sair da imobilidade e atingir os 100 km/h ele precisa de 14,4 segundos e 13,4 segundos com gasolina e etanol, respectivamente.

Vei2 - Marcos Camargo - FCA - DivulgaçãoO modelo também mostrou bastante disposição no trânsito de Belo Horizonte (MG). Sempre muito ágil. O conjunto da suspensão apresenta bom acerto. Mesmo sendo um pouco mais firme, assimilou bem as imperfeições de nossas ruas e avenidas.

Na estrada, esse acerto demonstrou ser bastante adequado para percorrer curvas mais fechadas. A carroceria não se inclina demais e não mostra tendência de rolagem. O Argo está sempre na mão e o condutor não passa sustos.

Na dianteira, o hatch utiliza suspensão do tipo McPherson com rodas independentes e braços oscilantes inferiores transversais com barra estabilizadora. Na traseira, eixo de torção com rodas semi-independentes.

A direção elétrica, de série, é bastante leve no uso urbano, facilitando as manobras. Na estrada, se mostra adequada, passando a sensação de “carro nas mãos”.

De acordo com a montadora italiana, os números de consumo são os seguintes: Cidade – 14,2 km/l (gasolina) e 9,9 km/l (etanol) e Estrada – 15,1 km/l (gasolina) e 10,7 km/l (etanol).

O Argo é econômico (ver Ficha Técnica) e oferece o sistema start/stop, que desliga o motor com o veículo parado. Muito útil no “anda e para” do trânsito engarrafado das grandes cidades do País. Assim que o motorista tira o pé do pedal de freio, ele liga novamente.

Acabamento se destaca, mas faltam itens de segurança

Vei3 - Marcos Camargo - FCA - DivulgaçãoMesmo em sua versão de entrada, o Argo se destaca, frente à concorrência, pelo acabamento interno. Mesmo que o plástico duro domine o ambiente, ele traz uma variação de texturas que passa uma (boa) sensação de qualidade.

Como itens de série, destaque para a tela de 3,5 polegadas no centro do quadro de instrumentos, com informações do veículo (computador de bordo) e o sempre útil velocímetro digital, e para o ar-condicionado. Falando em ar-condicionado, as três saídas centrais proporcionam uma excelente ventilação do interior.

Também são de série as travas elétricas, os vidros elétricos dianteiros e a regulagem de altura para o banco do motorista. Os bancos são forrados com tecido. O volante, multifuncional, oferece regulagem em altura, mas fica devendo a de profundidade.

O moderno sistema de multimídia, com tela sensível ao toque de 7 polegadas, presente na unidade avaliada, é opcional. Também eram opcionais a câmera de ré e o sensor de estacionamento traseiro.

O isolamento acústico é muito bom para uma versão de entrada equipada com motor 1.0. Mesmo quando o Argo era exigido na estrada, com 4ª ou, até mesmo, 3ª marcha, o som do motor não invadia a cabine.

O hatch oferece bom espaço para as pernas dos passageiros que viajam no banco traseiro. Todos contam com cintos de segurança de três pontos e encostos para a cabeça.

Vei5 - Marcos Camargo - FCA - DivulgaçãoO Argo traz, apenas, os dois airbags dianteiros obrigatórios, de acordo com a legislação vigente. Laterais e do tipo cortina não são oferecidos, nem mesmo como opcionais. Também sentimos falta dos sistemas eletrônicos para o controle de tração e estabilidade.

Ao menos, o veículo é equipado com o sistema Isofix para fixação de cadeirinhas infantis.

Dentre os itens de série, destacamos ar-condicionado, cintos de três pontos e encostos de cabeça para os 5 ocupantes, sistema Isofix para fixação de cadeirinhas infantis, airbag duplo, freios com ABS e EBD, banco do motorista e volante com regulagem de altura, vidros elétricos dianteiros, quadro de instrumentos com computador de bordo, direção elétrica, sistema de frenagem de emergência e sistema start/stop.

Como opcionais, destaque para os retrovisores e vidros traseiro elétricos, sistema de som convencional (sim, ele também não é de série) com áudio streaming e entrada USB, sistema multimídia com tela de 7 polegadas sensível ao toque, câmera de ré e sensor de estacionamento traseiro e entrada USB para os passageiros do banco traseiro.

Na tabela da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), o preço do Fiat Argo Drive 1.0 é R$ 47,05 mil. Com todos os opcionais disponível, o preço fica próximo de R$ 55 mil.

Vei4 - Marcos Camargo - FCA - Divulgação

Fotos: Marcos Camargo / FCA – Divulgação

Ficha Técnica

✔  Velocidade máxima — 157/162 km/h (gasolina/etanol)

✔  0 a 100 km/h — 14,4/13,4 segundos (gasolina/etanol)

✔  Potência — 72/77 cv (gasolina/etanol)

✔  Consumo médio cidade — 14,2 km/l (gasolina) e 9,9 km/l (etanol)

✔  Consumo médio estrada — 15,1 km/l (gasolina) e 10,7 km/l (etanol)

✔  Distância entre eixos — 2,52 metros

✔  Comprimento — 4,00 metros

✔  Largura — 1,72 metro

✔  Altura — 1,50 metro

✔  Capacidade do porta-malas — 300 litros

✔  Capacidade do tanque — 48 litros

✔  Pneus/ Rodas — 175/65 R14 / Aço 14 polegadas

Toyota comunica recall da Hilux, do SW4 e do Prius

Da Redação

A Toyota informou, hoje, uma campanha de recall para os modelos Hilux, SW4 e Prius.

O chamamento diz respeito à uma possível falha dos sensores do airbag. Leia na íntegra, abaixo, o comunicado divulgado pela montadora.

CAMPANHA DE CHAMAMENTO PREVENTIVA DE VEÍCULOS DA MARCA TOYOTA, MODELOS HILUX, SW4 E PRIUS

Defeito apresentado: Os veículos em questão são equipados com um sistema de airbag contendo sensores que detectam impactos no veículo. Existe a possibilidade de alguns destes sensores apresentarem uma falha interna.

Se isso ocorrer, a luz de advertência do airbag acenderá no painel do veículo e, na hipótese de um acidente automobilístico que reúna as condições para a deflagração do(s) airbag(s), os ocupantes poderão ficar sem este recurso suplementar de segurança, pois os seus airbags frontais, laterais e/ou de cortina (se aplicável) não serão acionados.

Riscos e implicações: Caso ocorra a falha mencionada acima, há o risco do não acionamento dos airbags frontais, laterais e/ou de cortina (se aplicável), na hipótese de um acidente automobilístico que reúna as condições para a deflagração da(s) bolsa(s) do airbag.

Como implicação da não deflagração do airbag, há o aumento do risco de lesões físicas graves aos ocupantes do veículo.

Medidas corretivas: A partir de 26 de março de 2018, a Toyota realizará esta campanha de chamamento, que consistirá na inspeção e, se necessário, a substituição preventiva dos sensores do airbag dos veículos envolvidos, independentemente da luz de advertência acesa no painel.

O tempo de inspeção é de aproximadamente 30 (trinta) minutos, e o tempo de reparo pode ser de até 7 (sete) horas.

Locais de atendimento e agendamento: Para atendimento desta campanha de chamamento, os proprietários deverão entrar em contato com a Rede de Concessionárias Autorizadas Toyota ou Lexus, para agendamento prévio ou, então, pelo site www.toyota.com.br/web-agenda.

Esta campanha abrange um total de 8.435 unidades da picape Hilux, 1.537 unidades do utilitário SW4 e 62 unidades do híbrido Prius.

Modelo Data de fabricação Chassis envolvidos
Código alfanumérico Últimos 8 dígitos do chassi
Hilux 21/10/2015 a 07/03/2016 8AJBA3CD* G1560001 – G1568025
8AJDA8CD* G1870000 – G1870013
8AJFA8CB* G2000003 – G2000064
8AJHA8CD* G2570013 – G2572911
8AJKA8CD* G3160003 – G3160389
SW4 04/12/2015 a 21/03/2016 8AJBA3FS* G0020002 – G0020056
8AJBU3FS* G3000137 – G3502006
Prius 13/10/2015 a 16/12/2015 JTDKB3FU* G3000137 – G3502006

 

Novo sedan Cronos será lançado neste mês

José Oswaldo Costa   (Publicado no Diário do Comércio – Edição: 09/02/2018)

de Betim / MG

Modelo da Fiat brigará nos segmentos de compactos e médios. Principal disputa será com o VW Virtus

Vei1 - Fiat Chrysler Automobiles (FCA) - DivulgaçãoNa última terça-feira, jornalistas especializados, de Belo Horizonte (MG), tiveram a oportunidade de ter um primeiro contato com o mais novo modelo da Fiat, o Cronos.

O novo sedan-compacto será lançado, oficialmente, no próximo dia 21 de fevereiro, no Rio de Janeiro (RJ).

O encontro foi na planta da Fiat Chrysler Automóveis (FCA), em Betim (RMBH), de onde partiram para um test drive até a cidade de Lagoa Santa (MG), após uma coletiva com alguns executivos da montadora.

No bate-papo bastante informal, algumas informações importantes sobre o carro foram passadas. Quanto à motorização, ele será equipado com os motores 1.3 de três cilindros (109 cv) e 1.8 (139 cv).

No caso do câmbio, serão três opções: manual de 5 marchas, automatizado (GSR), também de 5 marchas, e automático de 6 marchas.

Dessa forma, o Fiat Cronos será comercializado em quatro versões: Drive 1.3 (manual); Drive 1.3 (automatizado); Precision 1.8 (manual) e Precision 1.8 (automático). Os preços não foram informados nesse encontro.

Vei2 - Fiat Chrysler Automobiles (FCA) - Divulgação

Versões e Equipamentos

Cronos Drive 1.3 (manual) – Dentre outros, essa versão de entrada contará, como itens de série, com a central multimídia de 7 polegadas, volante multifuncional com comandos para o rádio e celular, segunda porta USB para os ocupantes do banco traseiro, ar-condicionado, direção elétrica, vidros elétricos dianteiros, trava elétrica, chave com telecomando, quadro de instrumentos com tela de 3,5 polegadas (computador de bordo), banco do motorista e volante com regulagem de altura e rodas de ferro com calotas de 15 polegadas.

Os opcionais serão: rodas em liga leve de 15 polegadas, faróis de neblina e banco traseiro bi-partido (kit Stile). Também pode ser equipado com câmera de ré e sensor de estacionamento traseiro (kit Parking). O terceiro e último pacote traz retrovisores com acionamento elétrico e vidro elétrico traseiro (kit Convenience)

Cronos Drive 1.3 (automatizado) – A versão com o câmbio automatizado tem como itens de série todos os itens da versão anterior acrescidos de controle eletrônico de estabilidade, sistema start/stop, “borboletas” atrás do volante (paddle shift) para trocas manuais de marchas, piloto automático, apoio de braço para o motorista, vidros elétricos traseiros, retrovisores externos com regulagem elétrica e luz de setas nos retrovisores, entre outros.

Como opcionais, os mesmos pacotes de itens da versão Drive manual (kit Stile e kit Parking).

O alarme é opcional para as duas versões com motor 1.3.

Cronos Precision 1.8 (manual) – A versão de “entrada” com motor 1.8 oferecerá todos os itens da Drive 1.3 manual, acrescidos de: rodas em liga leve de 16 polegadas, faróis com assinatura em LED, sensor de estacionamento traseiro, voante com regulagem de profundidade, faróis de neblina, vidros elétricos traseiros, retrovisores externos com comandos elétricos, luz de seta nos retrovisores, banco traseiro bi-partido, controle eletrônico de estabilidade, assistente de partida em rampas (Hill Holder) e controle de tração.

Cronos Precision  1.8 (automático) – A versão topo de linha do novo sedan-compacto conta com todos os itens da Precision manual e inclui, ainda, paddle shift atrás do volante para trocas manuais de marchas, maçanetas e frisos das portas cromados, piloto automático, apoio de braço para o motorista e volante revestido em couro.

Para essas duas versões, o kit Stile (opcional) conta com rodas em liga leve de 17 polegadas e bancos em couro. Já o kit Tech, oferece ar-condicionado digital, quadro de instrumentos com tela de 7 polegadas (computador de bordo), sensores de chuva e crepuscular, chave presencial, retrovisor interno eletrocrômico, entre outros.

Também são itens opcionais, para as duas: airbags laterais dianteiros e câmera de ré. Importante destacar que a assinatura em LED, opcional para os faróis, não é considerada como DRL (Daytime Running Light). Ou seja, para fins de fiscalização da polícia, não atendem às normas. Os faróis normais (baixos) deverão ser utilizados em rodovias.

Serão oito cores disponíveis para o modelo, sendo: Sólidas – branco, preto e vermelho; Metálicas – prata, cinza, preto e vermelho e Perolizada – branco.

Vei4 - Fiat Chrysler Automobiles (FCA) - DivulgaçãoA suspensão dianteira do Cronos é do tipo McPherson com barra estabilizadora. Já a traseira, é semi-independente com braços longitudinais e eixo de torção de geometria variável.

No trajeto que percorremos até Lagoa Santa foi possível perceber que o modelo tem um acerto do conjunto mais voltado para uma tocada esportiva, ou seja, mais firme. Porém, a engenharia da Fiat encontrou um bom meio-termo, uma vez que esse acerto não compromete o conforto dos passageiros e do motorista.

Espaço interno não decepciona

Durante a conversa com os executivos da montadora italiana, um dado questionado foi quanto a distância entre-eixos do modelo (2,52 metros), uma vez que ela não foi alterada em relação ao hatch Argo, do qual o Cronos se origina.

Fomos informados que, nos testes realizados, o banco dianteiro foi ocupado por uma pessoa com 1,95 metro de altura, posicionado de acordo com as normas de ergonomia. Atrás dela, no banco de passageiros, uma pessoa com 1,85 metro ficou acomodada com espaço e conforto.

Mais uma vez, no test drive realizado, tivemos a chance de verificar que esses dados são bastante concretos. O modelo oferece um bom espaço interno para as pernas de quem ocupa o banco traseiro, sem incômodos.

Vei3 - Fiat Chrysler Automobiles (FCA) - DivulgaçãoFalando em medidas, essas são as do sedan Cronos: comprimento – 4,36 metros; altura – 1,51 metro; largura – 1,73 metro e entre-eixos – 2,52 metros. O porta-malas tem espaço para bons 525 litros.

Concorrência – Na apresentação, os executivos da Fiat destacaram, como principais concorrentes do modelo, os seguintes sedans: Volkswagen Virtus, Chevrolet Prisma, Chevrolet Cobalt, Honda City, Hyundai HB20S e Toyota Etios sedan.

O segmento de sedans, como um todo, é muito importante no Brasil para as montadoras. Para que se tenha uma melhor idéia, as vendas, hoje, se distribuem da seguinte forma no mercado automotivo nacional: 40% hatches compactos, 22% sedans (15% compactos e 7% médios), 16% utilitários esportivos – SUV (12% compacto e 4% médios), 13% picapes e 9% outros.

Em relação à concorrência, também houve o questionamento quanto ao fato de a Fiat ainda não disponibilizar um motor compacto turbo, tanto para o Argo quanto para o Cronos.

A resposta foi que a motorização sobrealimentada está sendo desenvolvida e chegará em breve, sem data definida. Mas, por outro lado, entendem que as duas que são disponibilizadas (somadas à 1.0 três cilindros do Argo) são suficientes, nesse momento, para atender às necessidades do mercado.

Vei5 - Fiat Chrysler Automobiles (FCA) - Divulgação

Fotos: Fiat Chrysler Automobiles (FCA) / Divulgação