BMW Motorsport apresenta o novo M5

Da Redação

P90272991_highRes_the-new-bmw-m5-08-20A BMW Motorsport apresentou o novo M5, que combina o luxo de um sedã de quatro portas com a esportividade das pistas.

P90273002_highRes_the-new-bmw-m5-08-20Construído com peças em fibra de carbono e alumínio, o modelo traz propulsor M TwinPower Turbo 4.4 litros V8 biturbo de 600 cv (entre 5.600 e 6.700 rpm) e torque de 76,47 kgfm.

P90273022_highRes_the-new-bmw-m5-08-20Ao lado da transmissão automática M Steptronic de oito velocidades, o conjunto leva o sedã de 0 a 100 km/h em apenas 3,4 segundos e à velocidade máxima, limitada eletronicamente, de 250 km/h (305 km/h com o pacote opcional M Driver).

P90272982_highRes_the-new-bmw-m5-08-20Adotada pela primeira vez no modelo, a tração integral xDrive traz uma dinâmica de condução mais aprimorada e maior praticidade no dia a dia, em todas condições de uso.

P90273001_highRes_the-new-bmw-m5-08-20Há diferentes modos de condução, como Comfort, Sport e Sport Plus. Na cabine, dois botões vermelhos no volante (M1 e M2) podem ser usados para armazenar as preferências do motorista em relação a motor, transmissão, suspensão e Head-Up-Display.

P90273004_highRes_the-new-bmw-m5-08-20O modelo começa a ser vendido ano que vem na Europa e terá uma edição especial de lançamento limitada a 400 unidades.

P90273011_highRes_the-new-bmw-m5-08-20

P90273007_highRes_the-new-bmw-m5-08-20

Fotos: BMW Group / Divulgação

Respingos de tinta na lataria do carro? Confira como acabar com eles

Da Redação

Quem acabou de lavar o carro faz de tudo para preservar a lavagem por muito tempo. Mas, às vezes, estacionar em locais que estão passando por reformas podem ocasionar respingos na lataria do automóvel.

Pensando em ajudar os amantes dos autos, a ChipsAway, empresa especializada no reparo rápido e de alta qualidade de riscos e amassados em latarias ou para choques, listou algumas dicas para conseguir um reparo perfeito.

Apurar sobre a tinta que caiu ou arranhou: O primeiro passo é saber sobre a tinta que foi respingada na lataria do veículo. Para a remoção das que são à base de água, como as látex, a solução é fácil.

É possível remover com um pano, algodão ou esponja, utilizando um polidor. Massa de vidraçaria nova também pode ser usada para remover a tinta, mas tem que encerar o carro depois, porque a pintura costuma ficar embaçada após o processo.

Em alguns casos de sorte, uma simples lavagem com água e sabão já deixa o seu carro como novo, mas o ideal é utilizar xampu específico para automóveis. Depois, um bom polimento ou mesmo o uso de cera já dão um excelente resultado.

Carros Zero: Se o veículo for zero quilômetro, os respingos de tinta podem ser removidos com tiner. Mas, cuidado! O tiner é um solvente muito forte e pode estragar a pintura se você não tiver experiência.

É preciso que um profissional faça o serviço de remoção. Importante: o solvente não pode ser utilizado nos carros que já passaram por pinturas, porque existe o risco dela ser danificada ou retirada.

Remoção de tintas spray: Antes de iniciar qualquer processo de remoção de tinta spray que tenha respingado no carro, é bom testar o produto removedor num canto escondido do veículo.

Alguns são apresentados especificamente como removedores de tinta spray, mas é bom tomar cuidado. No caso das janelas, o uso de acetona pode ser bem eficiente, e a limpeza é fácil.

Tiner, WD-40 e álcool isopropílico são recomendados para a remoção dessas tintas, e uma ponta plástica afiada, como um raspador de gelo ou uma espátula plástica podem ajudar nos pontos espessos de tinta. Mas cuide para não raspar muito, e não entrar em contato com o acabamento do veículo.

Outras dicas: Existe uma pasta abrasiva, conhecida como massa roxa, que também é utilizada para remover respingos de tinta da lataria do carro. A pasta deve ser mergulhada num recipiente com água, e depois passada em pedaços pequenos na lataria do veículo, retirando aos poucos a tinta respingada.

No fim do processo, o carro deve ser encerado. Outra forma de remoção de tintas do veículo é o uso de querosene, mas o cheiro é horrível e muitas pessoas têm alergia. Há ainda outra forma bem simples, apesar de lenta e trabalhosa, que é a utilização de massa de calafetar vidro.

Neste caso, a massa deve ser nova ou estar em boas condições de uso, e o carro deve ser bem lavado antes do procedimento.

Sobre a ChipsAway

Pioneira em reparação localizada de automóveis utilizando o sistema Smart Repair – Small and Medium Area Repair Technology, o qual permite soluções tecnologicamente avançadas para reparos de riscos, pequenos e médios amassados e de rodas de liga leve.

É garantida a qualidade do serviço com tempo de reparação reduzido e uma relação qualidade-preço apelativa. Está expandindo pelo Brasil no franchising. No modelo Box Express, o investimento inicial é a partir de R$110 mil.

Segunda geração do XC60 chega ao País

Da Redação       (Publicado no Diário do Comércio –  Edição: 18/08/2017)

 

SUV médio de luxo da Volvo foi totalmente reformulado e traz tecnologias de última geração

Volvo1Oito anos depois de sua primeira aparição e mais de 1 milhão de clientes conquistados ao redor do mundo, a Volvo Cars apresenta no mercado brasileiro o novo XC60.

O utilitário esportivo de luxo, que chega às 29 concessionárias da rede em setembro, terá três versões de acabamento: Momentum, Inscription e R-Design.

Veículo mais vendido da marca também no Brasil, segundo a Volvo, com 18 mil unidades comercializadas, o novo XC60 é o passo seguinte no plano de transformação da fabricante sueca, iniciado em 2015 com o XC90.

Pela grande ambição depositada no modelo, a Volvo desenvolveu a segunda geração do SUV sobre a plataforma modular SPA (Scalable Product Architecture), a mesma dos carros da série 90 (XC90, S90 e V90).

O exterior combina um capô longo, para-lamas alargados e vincos de linhas ascendentes que confirmam a presença imponente do modelo. A dianteira conta com um avançado sistema de iluminação: Volvo Full LED System, que incorpora quatro funções aos faróis do veículo:

Automatic Bending Lights (ABL): faróis autodirecionais que acompanham o giro do volante para melhorar a iluminação nas curvas. A inclinação do facho do farol pode chegar a até 30º;

Active High Beam (AHB): os faróis possuem um sistema automático que adapta a luz alta para evitar o ofuscamento dos carros que vêm em sentido contrário ou que estejam à frente no mesmo sentido;

Nivelamento automático: o facho do farol mantém automaticamente a posição adequada, de acordo com o número de ocupantes e o carregamento do veículo;

Daytime Running Lights (DRL) e acendimento automático: desenhada no formato “T”, a luz de posição diurna contribui para a visualização do veículo, mesmo em dias muito claros. Um sensor de iluminação e detecção de túnel ativa automaticamente o farol baixo em caso de situações de baixa iluminação.

Volvo4O sistema LED também está presente conjunto de iluminação dos faróis de neblina.

Na traseira, a lanterna característica que identifica o modelo se conecta com a geração anterior. Agora com feixes de LED, o conjunto ótico elevado apresenta um desenho mais marcante que se prolonga na tampa do porta-malas.

Interior – O interior do Novo XC60 utiliza materiais naturais e luxuosos por toda a cabine: madeira, metais genuínos e detalhes esculpidos.

Os passageiros contam com mais espaço proporcionado pela maior distância entre os eixos, ampliada em 9 centímetros quando comparado à geração anterior do modelo.

Outro destaque é o sistema de entretenimento e conectividade Sensus Connect, acessível pela tela antirreflexo sensível ao toque de 9 polegadas de LCD no painel central, que reúne praticamente todos os comandos do veículo em um único lugar.

Como nos modelos da série 90, a integração do smartphone também está disponível com os aplicativos Apple CarPlay e Android Auto.

Além disso, o sistema Sensus integra o Volvo On Call atualizado, um serviço de segurança, proteção e conveniência que oferece assistência 24h, auxílio de emergência e localização, em caso de roubo ou furto.

Extremamente útil, permite ao condutor, por meio de seu aplicativo no smartphone, controlar o nível de combustível, trancar e abrir as portas, climatizar a cabine à distância, dar partida remota e enviar destinos para o sistema de navegação, por exemplo.

Nas versões Inscription e R-Design, o Novo XC60 apresenta painel de instrumentos digital personalizável de 12,3 polegadas.

Volvo3O utilitário esportivo chega equipado com tração integral AWD (All Wheel Drive), sempre amparado por um controle dinâmico de estabilidade e tração.

O controle do veículo se dá, também, por meio de diferentes modos de condução. São cinco no total, que alteram rotação para mudança de marcha, resposta do acelerador, suspensão e peso da direção:

Eco: privilegia economia de combustível;

Confort: prioriza suavidade nas reações do veículo;

Off-road: para transitar em estradas de terra;

Dynamic: para uma condução mais esportiva;

Individual: customiza a configuração.

Motor 2.0 turbo e transmissão de 8 marchas

O modelo dispõe de transmissão automática de 8 velocidades acoplada ao renovado motor T5 Drive-E, um 2.0 de 4 cilindros em linha, com turbocompressor e injeção direta de gasolina que produz 254 cv de potência máxima e 350 Nm de torque.

O SUV de segunda geração disponibiliza como itens de série sistema de alerta de mudança de faixa, sistema de proteção em saída de estrada, sistemas de proteção contra impactos laterais e lesões na coluna cervical, alerta de colisão frontal e sistema de monitoramento de pressão dos pneus.

As versões Inscription e R-Design acrescentam, ainda, alerta de colisão traseira, sistema de alerta de ponto cego (BLIS) e controle de cruzeiro adaptativo (ACC) com assistente de direção semiautônoma (Pilot Assist) de até 130 km/h.

Além desses recursos, o SUV oferece abertura e fechamento elétrico da tampa do porta-malas ao passar o pé debaixo do para-choque (função Hands-Free, nas versões Inscription e R-Design) e um equipamento inédito no segmento: nova palheta do limpador do para-brisa com jatos integrados que fornecem exatamente a quantidade de líquido no local necessário, para que a limpeza seja mais eficiente.

Esse avançado sistema permite que o líquido de lavagem seja distribuído uniformemente ao longo de toda a palheta, em vez de ser pulverizado no para-brisa. A vantagem sobre os equipamentos tradicionais é grande.

Volvo2

Fotos: Volvo Cars / Divulgação

A uma velocidade de 90 km/h, dois ou três segundos de pulverização no para-brisa significam de 50 a 75 metros de distúrbio visual. O novo tipo de construção elimina essa condição, proporcionando uma visão da via sem qualquer obstrução, e a totalidade da superfície é limpa pelas palhetas de modo uniforme e consistente, independente da velocidade do carro.

Desde junho, o Novo XC60 entrou em pré-venda no Brasil com preços especiais por R$ 239,95 mil na versão Momentum, R$ 256,95 mil na Inscription e R$ 266,95 mil na R-Design.

A partir de setembro, com o lançamento do modelo no mercado nacional, esses valores passarão para R$ 239,95 mil (será mantido), R$ 259,95 mil e R$ 269,95 mil, respectivamente.

BMW Group revela as primeiras imagens do BMW Z4 Concept

Da Redação

P90273646_highRes_bmw-concept-z4-08-20

P90273625_highRes_bmw-concept-z4-08-20O BMW Group acaba de revelar as primeiras imagens do BMW Z4 Concept. Dinâmica e progressiva, a versão conceitual do novo Z4 desperta emoções, ostenta proporções compactas e contornos suaves, além de uma silhueta dinâmica e que abusa emocionalmente de formas atraentes.

P90273626_highRes_bmw-concept-z4-08-20O estudo de design fornece algumas percepções sobre o modelo definitivo de produção do roadster, a ser apresentado no decorrer do ano que vem. “O BMW Z4 Concept é tudo o que podemos esperar de uma máquina completa”, explica Adrian van Hooydonk, vice-presidente Sênior de Design do BMW Group.

P90273658_highRes_bmw-concept-z4-08-20“Fazer com que o carro volte ao seu estado essencial, proporciona ao motorista uma experiência com todos os ingredientes de prazer pela condução com extrema fidelidade. Isto é liberdade total sobre quatro rodas”, celebra o executivo.

P90273638_highRes_bmw-concept-z4-08-20O protótipo da nova geração do icônico BMW Z4 será apresentado, em primeira mão, no dia 20 de agosto, durante a edição 2017 do Concurso de Elegância de Pebble Beach, na costa oeste dos Estados Unidos.

P90273627_highRes_bmw-concept-z4-08-20

P90273637_highRes_bmw-concept-z4-08-20

Fotos: Agnieszka Doroszewicz / BMW Group / Divulgação

Estudo revela mercado automotivo em recessão, no mínimo, até 2018

Da Redação

“Os fundos de Private Equity trabalham com expectativas e o atual cenário não propicia investimentos no setor, mesmo com o PIB do segmento automotivo crescendo historicamente sempre mais que o dobro que o PIB do País”, revelou Vicente Koki, Analista-Chefe da DMI Group.

ViewImage

Tendo em vista as fracas projeções de PIB para 2017 e 2018, respectivamente de 0,34% e de 2%, além dos reflexos negativos da crise política sobre a economia, é plausível supor que o setor automotivo continuará pressionado, com expectativas modestas de recuperação de desempenho e de reversão da queda contínua nas vendas dos últimos anos.

A crise política aumenta as incertezas na economia e os agentes acabam postergando investimentos. “Mesmo após a aprovação da reforma trabalhista, ainda há grandes dificuldades para o avanço e aprovação das reformas da previdência e tributária, o que aumenta a percepção nos agentes financeiros detentores do capital de que o Brasil ainda é uma incógnita”, afirmou Vicente Koki, Analista-Chefe da DMI Group, Fundo de Private Equity responsável por investimentos em empresas de alta rentabilidade.

ViewImage

 

O analista ainda explicou que existe uma equação matemática que mostra, por meio do PIB, como fica a produção de veículos: “Estudamos o setor automotivo (veículos pesados, veículos leves e indústria de autopeças) e observamos uma deterioração das variáveis macroeconômicas, tais como taxas de desemprego elevada (13%), altas taxas de juros (10,25%) e política de crédito restritiva. Essa combinação de fatores deve resultar em um fraco desempenho do setor automotivo nos próximos períodos. Destacamos que existe uma correlação histórica de 2,3X entre a produção automotiva e o PIB, ou seja, se o PIB crescer 1%, o PIB do setor automotivo crescerá 2,3%”, revelou Koki.

A venda de automóveis é, principalmente, impulsionada pela disponibilidade de financiamento aos consumidores. Em vista da elevada inadimplência decorrente do período de crédito abundante de 2012, os bancos aumentaram, e muito, as restrições para novas concessões.

O ano de 2012 havia fechado com recorde de vendas de veículos, com um total de 3,8 milhões de unidades emplacadas, entre leves, pesados, comerciais leves e ônibus. “O setor automotivo deve apresentar fraco desempenho nos próximos períodos, em função de taxa de juros elevadas, falta de crédito, ausência de estímulos ao consumo, endividamento das famílias, elevada taxa de desemprego. Devido a esses fatores, o setor apresenta-se pouco atrativo para chamar a atenção dos fundos Private Equity”, finalizou Koki.

Mercedes-Benz apresenta o novo GLA

Da Redação   (Publicado no Diário do Comércio – Edição: 11/08/2017)

Com visual atualizado, modelo foi preparado para brigar no segmento de utilitários esportivos

IMG_1847Maior presença visual e uma sensação de robustez são as marcas do novo Mercedes-Benz GLA, que está chegando aos concessionários brasileiros da marca no mês de agosto.

Segundo modelo mais vendido da Mercedes-Benz no Brasil, de acordo com a montadora, o utilitário esportivo foi  lançado no País em 2014.

A família é oferecida em cinco versões: GLA 200 ff Style, GLA 200 ff Advance, GLA 200 ff Enduro, GLA 250 Sport e Mercedes-AMG GLA 45 4MATIC. Todos os modelos 200 possuem motor 1,6 litro de 156 cv; a versão 250 é equipada com motor 2,0 litros de 211 cv.

Todas elas contam com câmbio de dupla embreagem com sete marchas, um dos pontos fortes do modelo. A versão de alta performance, Mercedes-AMG GLA 45 4MATIC, possui motor 4 cilindros que oferece 381 cv e câmbio AMG Speedshift DCT de 7 velocidades.

O GLA traz de série a função ECO Start/Stop, que desliga o motor quando o veículo é imobilizado, reduzindo drasticamente o consumo e as emissões nas grandes cidades, onde as paradas em semáforos e engarrafamentos são frequentes.

IMG_1842O novo GLA traz nova grade do radiador, onde se destacam as aberturas retangulares ao longo das duas barras horizontais – elementos trazidos do GLS, maior SUV do portfólio da marca, que criam um visual mais agressivo ao conjunto dianteiro.

O caráter SUV da nova série de modelos é acentuado pelo novo para-choque dianteiro, com suas largas aberturas de ventilação e um aplique central na parte inferior – característica de SUVs de grande porte – para proteção do veículo.

No interior, novas cores e acabamentos dos bancos para as versões com motorização 200, assim como painéis de controle cromados. A tela central, sobre o console, é esguia e de fácil leitura, assim como os novos mostradores com ponteiros vermelhos.

IMG_0947Com a nova suspensão off-road, que já equipava os modelos com motorização 200, a carroceria do GLA 250 Sport está 30 mm mais alta, fator que também contribui para um visual off-road mais marcante, além de aumentar a capacidade de circulação em terrenos irregulares, elevar o posicionamento dos assentos e a visibilidade para o condutor.

O GLA tem eixo dianteiro McPherson e suspensão traseira com braços múltiplos: três braços de controle e um de arrasto por roda administram as forças sobre a suspensão, permitindo que as movimentações longitudinal e lateral ocorram independentemente.

A direção é eletromecânica e proporciona maior sensibilidade ao condutor. Ela também permite a incorporação de várias funções de assistência, a começar pela unidade de controle ESP (controle de estabilidade), como o contraesterço quando o veículo sai de traseira, correções direcionais ao frear em superfícies com diferentes níveis de aderência.

O sistema proporciona mais estabilidade e melhor dirigibilidade em curvas por meio de leves frenagens nas rodas de dentro da curva, uma vez que reconhece a necessidade de mais força e distribui a tração via diferencial para as rodas de fora.

A carroceria do GLA é extremamente rígida, qualidade que contribui decisivamente para uma grande estabilidade e alta segurança na estrada e fora dela, assim como elevado nível de conforto quanto a ruídos, vibrações e aspereza. A construção inclui reforços adicionais nas colunas B, nos suportes dos amortecedores dianteiros, elementos laterais e no assoalho.

20170809_c37c6f12694d451695e698972e5f23c4_img-1805Novas rodas de liga leve estão presentes nas versões Advance e Enduro. Os anteriores faróis bi-xenônio deram lugar a faróis de LED redesenhados a partir da versão Advance, caracterizados por uma temperatura de cor similar à da luz do dia, que reduz a fadiga visual e pela melhor iluminação que proporcionam.

Da mesma forma que na frente, a personalidade SUV do novo GLA foi reforçada na traseira, onde o para-choque conta com vincos mais fundos e é arrematado na parte de baixo por um protetor destacado.

O conjunto posterior ganhou também grandes lanternas agora com tecnologia Stardust, derivada do Classe E, cujo design mais reto, e união por uma barra horizontal, aumenta a percepção de largura e volume do veículo.

Pacote de sistemas de assistência é recheado

Vários sistemas de assistência dão apoio ao condutor no GLA e reduzem a necessidade de esforço. Um importante sistema de segurança é o Attention Assist, capaz de detectar sonolência nas estradas, que alerta o condutor, sugerindo uma parada para descanso.

Luzes de freio adaptativas são outro recurso: em caso de frenagens de emergência, elas piscam alternadamente para avisar aos motoristas que vêm atrás, reduzindo o risco de colisão na traseira.

Outras duas funções de assistência, associadas ao sistema de freios ABS, contribuem para maior segurança e conforto no Mercedes-Benz GLA. A primeira é a função Hold, que imobiliza o carro em paradas temporárias, como nos semáforos, sem que o motorista precise manter o pé no pedal do freio. O veículo é liberado automaticamente assim que o acelerador volte a ser pressionado.

IMG_0988

Fotos: Malagrine / Mercedes-Benz / Divulgação

Já o sistema HSA (Hill Start Assistance – assistência de partida em aclives) mantém o GLA imobilizado por alguns segundos após o pedal do freio ter sido liberado em inclinações, evitando que o veículo recue antes de arrancar.

Além de evitar pequenos choques com outros veículos, facilita bastante manobras em locais muito inclinados. O GLA oferece também de série os sistemas ETS (controle de tração eletrônico em cada roda), pré-carregamento dos freios (Priming), que prepara o sistema para frenagens extremas e secagem automática dos discos de freios em caso de chuva.

Para maior comodidade do condutor, a partir da versão Advance todos eles contam com o assistente ativo de estacionamento, que posiciona o carro na vaga (paralela ou perpendicular) sem a necessidade de mexer no volante, controlando apenas o acelerador e os freios.

Ainda no quesito segurança, o modelo é equipado com 7 airbags. São 2 dianteiros para motorista e passageiro, 2 laterais para motorista e passageiro, 2 de janela para motorista e passageiro (dianteiro e traseiro) e 1 airbag de joelho para motorista.

Preços sugeridos:

GLA 200 ff Style – R$ 158,90 mil

GLA 200 ff Advance – R$ 175,90 mil

GLA 200 ff Enduro – R$ 203,90 mil

GLA 250 Sport – R$ 232,90 mil

Mercedes-AMG GLA 45 4MATIC – R$ 359,90 mil

GM também está de olho no sucesso da Fiat Toro

José Oswaldo Costa

De acordo com o programa de TV argentino Zona Utilitarios, a Chevrolet está planejando fabricar uma nova picape 4×4. Como fonte, a nota informa um outro programa televiso do país vizinho, chamado TN Autos.

Segundo o Zona Utilitarios, o foco é no desenvolvimento de uma picape maior que a Montana e menor que a S10. Fica claro, então, que o objetivo é encarar Fiat Toro e Renault Duster Oroch.

Inicialmente, a estimativa é de que tal picape será fabricada no Brasil até o fim dessa década e o investimento para isso será de quase US$500 milhões, com a introdução, ainda, de uma nova plataforma chamada GEM. Essa plataforma será usada em mercados emergentes.

O investimento também inclui futuros novos modelos, que substituiriam Onix, Prisma, Cobalt e Spin.

Se o TN Autos estiver realmente correto, a briga desse segmento no Brasil será boa já que, além de Toro e Oroch, sabe-se que a Volkswagen também prepara uma picape para esse nicho de mercado.

Tanto a montadora americana quanto a alemã estão de olho no enorme sucesso de mercado que a Fiat Toro está alcançando. De acordo com a Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave), de janeiro até hoje (10/08) a picape vendeu 31.181 unidades, sendo a líder de vendas entre todos os veículos comerciais leves vendidos no País.